JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Corinthians oferece um ano de contrato a Chicão e Emerson Sheik

Negociação já acontece por causa do assédio que esses dois jogadores recebem de outras equipes

Vítor Marques, O Estado S. Paulo

11 de julho de 2013 | 07h35

SÃO PAULO - O Corinthians ofereceu mais um ano de contrato a Chicão e Emerson Sheik, dois jogadores que discutem renovação – o vínculo deles com o clube termina em dezembro. A negociação já acontece por causa do assédio que esses dois jogadores recebem de outras equipes. Eles ainda podem defender outros times neste Campeonato Brasileiro. Ou até assinar um pré-contrato com outra equipe para 2014.

A diretoria quer chegar a um acordo na próxima semana, depois da final da Recopa Sul-Americana, contra o São Paulo, quarta-feira, no Pacaembu.

Chicão já atuou em quatro jogos pelo Corinthians neste Brasileiro e Emerson Sheik, que está machucado, em cinco. Pelo regulamento da competição, o limite de jogos que um jogador pode disputar por uma equipe antes de se transferir para outra é de seis partidas. Chicão, por exemplo, ainda poderia atuar mais dois jogos pelo Corinthians e defender outra equipe ainda neste Brasileiro.

Tite deu o aval para que os jogadores renovem contrato e disse em entrevista que conta com eles para 2014 – embora nem mesmo o técnico tenha iniciado a renovação de seu contrato. "Se depender de mim, quero a renovação deles", afirmou Tite após a vitória sobre o Bahia.

Emerson Sheik, que completará 35 anos em setembro, endurece quanto à proposta do clube, e seu empresário Reinaldo Pita já sugeriu que gostaria de renovar por dois anos, algo que o clube não quer.

O Corinthians prefere renovar por apenas mais um e, depois, deixa em aberto uma nova renovação dependendo do desempenho do atleta. O clube já fez isso com Danilo. Sheik teria propostas de seis clubes, entre eles Flamengo e Santos.

Chicão, de 32 anos, ainda não se decidiu se aceita renovar. Ele vem jogando pouco e é reserva da dupla Gil e Paulo André.

Pensando em 2014, a diretoria já acertou a contratação do zagueiro Cleber, de 22 anos, da Ponte Preta.

O anúncio oficial deve acontecer nos próximos dias. O Corinthians vai comprar 20% dos direitos econômicos do jogador – o restante ficará com um grupo de investidores e com a Ponte. Cleber já foi aprovado nos exames médicos pelo clube.

Indefinição. Outro jogador que também vê seu vínculo chegar ao fim é Alessandro, cujo contrato termina em dezembro. Mas o lateral-direito, de 34 anos, ainda não decidiu se vai se aposentar no final do ano.

Assim como Chicão, Alessandro é um dos jogadores deste elenco com mais tempo de clube. Os dois foram contratados para disputar a Série B, em 2008. Alessandro, capitão da equipe, ainda se mantém como titular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.