Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Corinthians ouve 'não' de Renato Gaúcho e terá de buscar plano B no mercado

Treinador deixou o Grêmio recentemente e diz que pretende passar mais tempo com a família

Redação, Estadão Conteúdo

21 de maio de 2021 | 00h06

O desfecho da negociação com Renato Gaúcho não foi positivo para o Corinthians. Depois de três dias analisando a proposta, o treinador decidiu recusar o projeto do clube paulista, que seguirá no mercado em busca de um novo profissional para substituir Vagner Mancini, demitido após a eliminação para o Palmeiras no Campeonato Paulista Sicredi 2021.

Logo depois de golear o Sport Huancayo por 5 a 0 pela Sul-Americana, o Corinthians afirmou em comunicado na noite desta quinta-feira que "depois de três dias de conversas francas" o clube e o técnico "decidiram encerrar cordialmente as negociações". 

Embora havia deixado claro que não tinha condições de fazer grandes investimento neste momento, o Corinthians confiava no acerto com Renato Gaúcho. O clube apresentou um projeto para o técnico, baseado na responsabilidade financeira e na valorização das categorias de base. O treinador analisou as condições, conversou com a família e disse "não".

Desempregado desde o mês passado, quando deixou o Grêmio, Renato curtiu praia no Rio de Janeiro nesta quinta e manteve as conversas com os dirigentes alvinegros e com o seu empresário, Gerson Oldenburg, o "Gauchinho". Havia expectativa de que ele desse a resposta na sexta, mas preferiu fazê-lo antes disso.

Renato Gaúcho era o primeiro nome da diretoria e também um consenso da direção. Não havia plano B. Os dirigentes agora vão buscar outros nomes. Entre as outras opções estão Antonio Carlos Zago, Sylvinho, Dorival Junior e Lisca

O Corinthians estreia no Campeonato Brasileiro dia 30, domingo, contra o Atlético-GO, na Neo Química Arena. O clube quer encontrar um comandante antes de seu primeiro compromisso pela competição nacional. O time já está eliminado da Sul-Americana.

Já Renato seguirá descansando no Rio de Janeiro. Ele havia dito anteriormente que já tinha recusado propostas de outras equipes, como Santos e Atlético Mineiro. Também chegou a ser consultado por times de Cingapura e Dubai. Em nota, o treinador reconheceu a grandeza do Corinthians, agradeceu a diretoria e ressaltou que pretende passar mais tempo com a família após o longo trabalho no comando do Grêmio.

"Posso dizer que fiquei muito honrado com o contato e muito feliz com a conversa que tivemos. Gostei muito do projeto que me foi apresentado e das ideias do presidente e da diretoria. Conversei muito com a minha esposa e chegamos à conclusão de que, neste momento, é necessário descansar um pouco mais com a família e os amigos. Foram cinco anos de muito trabalho e viagens ininterruptas", relata Renato Gaúcho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansRenato Gaúcho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.