Rodrigo Coca/Ag Corinthians
Rodrigo Coca/Ag Corinthians

Corinthians leva advertência e pede para torcida respeitar protocolos no estádio para evitar punição

Clube recebe puxão de orelha da secretaria de Estado da Saúde de São Paulo após jogo contra o Bahia, o primeiro do time com torcida no Brasileirão, quando presentes na Neo Química Arena não respeitaram distanciamento social

Redação, Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2021 | 12h54

O Corinthians informou nesta segunda-feira que recebeu uma advertência da secretaria de Estado da Saúde de São Paulo por causa da quebra dos protocolos por parte de alguns torcedores no primeiro jogo do time com público desde o início da pandemia. Em nota, o clube paulista pediu a colaboração da torcida para evitar punições.

"A advertência se deu motivada pelo fato de a ocupação de alguns setores da torcida não respeitar a necessidade de distanciamento entre pessoas, o que levou ao entendimento de condição de aglomeração pelo órgão", informou o clube. O clube foi alertado pelas autoridades de que a reincidência poderá acarretar punições que, se ocorrerem, poderão afetar não apenas as previsões financeiras como também a própria campanha no Brasileirão."

A aglomeração dos torcedores aconteceu no primeiro, e ainda único, jogo do Corinthians com torcida na Neo Química Arena desde março de 2020. Na vitória sobre o Bahia, por 3 a 1, no dia 5, 10.624 torcedores estiveram presentes nas arquibancadas do estádio corintianos (foram 10.470 pagantes).

A expectativa do clube era contar com 14.600, o que equivaleria aos 30% liberados para o estádio neste momento. A mesma quantidade será permitida para o jogo contra o Fluminense, na quarta, pela 26ª rodada do Brasileirão

Com medo de receber nova advertência e possível punição, o Corinthians pediu a colaboração dos torcedores. "O clube foi alertado pelas autoridades de que a reincidência poderá acarretar punições que, se ocorrerem, poderão afetar não apenas as previsões financeiras como também a própria campanha no Brasileirão. Portanto, pedimos aos nossos torcedores atenção e intensa colaboração na partida contra o Fluminense."

O clube reiterou a necessidade de "respeito à necessidade de distanciamento entre as pessoas, uso constante de máscara de proteção facial e higienização das mãos" durante cada jogo da equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.