Corinthians pensa em contratar psicólogo

Sem dinheiro para fazer novas contratações, com a torcida agredindo jogadores inconformada com a fragilidade do time, a diretoria do Corinthians busca uma saída barata para tentar tirar a equipe da crise e prepará-la para enfrentar as cobranças do Campeonato Brasileiro: a psicologia.?Se sentir que os atletas precisem de apoio, vou falar com o Jacob Goldenberg. Ele é um psicólogo de verdade. Não aquele que apela para a auto-ajuda. Estou cansado de ouvir técnicos dizer bobagens como ?dê um sorriso e domine um tigre?. Vá lá sorrir para um tigre que ele acaba devorando você. Psicologia no futebol na sua grande maioria é um festival de bobagens?, diz o vice-presidente do clube, Roque Citadini.Jacob Pinheiro Goldenberg foi quem atendeu Marcelinho Carioca quando o jogador brigou com Ricardinho. Ele é conhecido por atender artistas.Roque Citadini pode começar a marcar horários com o psicólogo. Depois que Rincón confirmou que existem jogadores ?com medo? da torcida, outro atleta importante reafirma a falta de confiança dos companheiros. ?Não são todos, mas há alguns que mostram uma preocupação exagerada. Assim não vão render mesmo. Se não tiver cabeça boa, não dá para mostrar bom futebol?, diz Fabinho. E o volante recomenda: ?Se o jogador acredita que não tem espaço no Corinthians, que tome vergonha e vá procurar um clube que o queira.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.