Sérgio Neves/AE
Sérgio Neves/AE

Corinthians pensa em reunião para ampliar contrato de Ronaldo

'Daqui no máximo três meses (junho) vamos conversar sobre o assunto', diz o presidente Andrés Sanchez

FÁBIO HECICO, Agência Estado

15 de março de 2009 | 17h09

Depois da estreia empolgante de Ronaldo no Corinthians, a diretoria do clube vai antecipar a conversa para a ampliação do contrato do atacante, que vai até dezembro deste ano, com prioridade de renovação por mais uma temporada. "Ainda é cedo, deixa ele jogar mais um pouco, mas daqui no máximo três meses (junho) vamos conversar sobre o assunto", afirmou o presidente Andrés Sanchez.

O dirigente ficou feliz em ver seu jogador dizer, em entrevista à Rede Globo, que não pretende mais defender clubes da Europa após 15 anos jogando na Holanda (PSV Eindhoven), Espanha (Barcelona e Real Madrid) e Itália (Internazionale e Milan).

Mesmo assim não pretende correr riscos. Seu Nélio, pai do jogador, vive pedindo ao filho que, antes de pendurar as chuteiras, jogue no seu time de coração, o Flamengo. Ronaldo treinou no ano passado na Gávea, mas não recebeu convite dos dirigentes e veio ao Corinthians. "Estou muito feliz no Corinthians, o projeto é muito bom", enfatizou, sempre que pôde, o atacante. "Espero marcar muitos gols aqui e ganhar títulos", observou.

O sedutor projeto corintiano passa por ganhar a Copa do Brasil ou chegar entre os melhores do Campeonato Brasileiro, o que garantiria uma vaga na Copa Libertadores de 2010, sonho de consumo do clube e competição ainda não disputada pelo Fenômeno.

Poupado do jogo diante do Santo André, Ronaldo teve o domingo de folga para curtir os familiares. Nesta segunda-feira, se reapresenta com o grupo de jogadores já ciente de que será a grande esperança de gols para o clássico contra o Santos, no próximo domingo, no Pacaembu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.