Corinthians perde e fica fora das semifinais do Paulistão

Santos ajuda e empata com a Ponte, mas equipe de Mano Menezes não faz o seu papel e leva 3 a 2 do Noroeste

André Rigue, estadao.com.br

06 de abril de 2008 | 17h54

O Corinthians deu adeus neste domingo ao Campeonato Paulista com uma derrota diante do Noroeste por 3 a 2, em Bauru. Com o resultado, o time ficou com 33 pontos e terminou em quinto lugar na tabela, atrás da Ponte Preta, que empatou com o Santos por 2 a 2 e somou 35 pontos. Veja também: Quais times estarão na final do Campeonato Paulista? Bate-pronto: Os mehores nas semifinais do Paulistão Ouça os gols da partida Classificação Resultados e calendário Mano: 'Ainda não estamos prontos para conquistar um título' A desclassificação do Corinthians não ocorreu neste domingo. O time, que passou por um grande processo de reformulação depois do rebaixamento para a Série B do Brasileirão, alternou momentos bons e ruins no Paulistão. Em jogos no Morumbi, o alvinegro jogou fora pontos importantes ao empatar com Bragantino, Mirassol e Juventus. Agora, antes da Série B, resta ao Corinthians se concentrar na disputa da Copa do Brasil. Nas oitavas-de-final, o time enfrentará o Goiás. Já o Noroeste ainda permanece na disputa do Paulistão - o time se classificou para as semifinais do título do interior e enfrentará o Mirassol, que derrotou o São Caetano. AO ATAQUEA ordem do técnico Mano Menezes foi clara: conseguir a vitória a qualquer custo em Bauru. E o treinador jogou suas fichas em Lulinha, que retornou no lugar de Diogo Rincón, suspenso. Ele seria o homem para desequilibrar ao lado de outro jovem atleta: Dentinho. Apoiado pela torcida, que compareceu em bom número ao Alfredo Castilho, o Corinthians começou o jogo num ritmo forte. Logo aos 30 segundos, Carlão cruzou na área e o goleiro Fabiano espalmou. No rebote, o argentino Herrera apareceu de surpresa e acertou o travessão. A melhor jogada corintiana foi através da bola parada, principal ponto dos treinos de Mano Menezes. Em cruzamentos, William, Dentinho e Herrera tiveram boas chances para marcar, mas a pontaria não estava em dia. Era um jogo de um time só, até a zaga do Corinthians bater cabeça. Surpreendentemente, Edno apareceu livre na área do Corinthians aos 30 minutos - isso que o alvinegro foi escalado com três zagueiros. O jogador entrou na área e tocou na saída do goleiro Felipe, que nada pôde fazer a não ser dar uma bronca nos atletas do setor defensivo. Noroeste3Fabiano; Edylton, Eder Monteiro, Anderson Marques e Leandro     (Gilsinho); Júlio, Marcelo Santos, Luciano Bebê (Eder Satílio) e Edno; Vandinho     (Alexandre Luz) e LeandrinhoTécnico: Márcio BittencourtCorinthians2Felipe; Chicão, William e Carlão (Finazzi); Carlos Alberto, Fabinho, Bóvio, Lulinha     e André Santos; Dentinho e Herrera (Acosta)Técnico: Mano MenezesGols: Edno, aos 30, e André Santos, aos 43 minutos do primeiro tempo; Finazzi, aos 29, Edylton, aos 32, e Leandrinho, aos 42 minutos do segundo tempo Árbitro: Cleber Wellington AbadeRenda: R$ 373.820,00Público: 12.515 pagantesEstádio: Alfredo Castilho, em BauruNervoso, o Corinthians passou a errar. O time só não deixou o primeiro tempo em desvantagem porque o goleiro Fabiano falhou pelo Noroeste. Em cobrança de falta, aos 43 minutos, o lateral-esquerdo André Santos, que bate muito bem faltas, acertou o canto de barreira para marcar - Fabiano demorou para tocar na bola. VIRA, VIRA, VIROU...No segundo tempo, o Corinthians fez a única coisa que lhe restava: atacar. O segundo gol saiu dos pés de um velho artilheiro, que retornou ao time depois de um período afastado: Finazzi. Aos 29 minutos, o jogador aproveitou cruzamento de André Santos, deu um carrinho e balançou as redes de Fabiano. A esperança corintiana de avançar às semifinais durou apenas três minutos. O lateral Edylton acertou um lindo vôlei dentro da área e guardou a bola no canto de Felipe. Foi um balde de água fria no ânimo do Corinthians - até os torcedores desanimaram e pararam de apoiar o time. O Noroeste ainda encontrou espaço para marcar o terceiro. Aos 42 minutos, Leandrinho recebeu passe de Gilsinho, entrou na área e tocou na saída de Felipe, sacramentando o placar. Com os três gols tomados, o Corinthians ainda perdeu a melhor defesa, que agora pertence ao Guaratinguetá.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansNoroestePaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.