Corinthians planeja lançar o concurso 'Miss Fiel'

Departamento de marketing do clube quer promover um evento para escolher a corintiana mais bela do Brasil

Agência Estado,

07 de abril de 2008 | 21h48

O departamento de marketing do Corinthians parece trabalhar 24 horas por dia. Depois de lançar camisa roxa, agências de turismo e de notícia, entre outros projetos, nesta segunda-feira foi a vez do vice-presidente de marketing do clube, Luiz Paulo Rosenberg, avisar que estuda outra promoção, desta vez voltada para as mulheres, mas que também vai agradar aos homens: o concurso Miss Fiel. Veja também: Corinthians busca reforços para 'não tropeçar' no ano Justiça suspende processo contra Boris Berezovsky "É um projeto ainda embrionário, mas vocês [jornalistas] não têm idéia de como recebo e-mails com essa sugestão. E passei para um dos meus fiéis escudeiros [um dos 15 publicitários que o auxilia na Agência Corinthians]. Vamos ver se conseguimos reunir corintianas de todo o Brasil para um concurso 'a la Miss Brasil'", disse o dirigente. Rosenberg esteve nesta segunda-feira em evento de lançamento da transmissão da Série B do Brasileiro pela RedeTV, acompanhando o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez. A emissora vai passar 30 jogos do time corintiano no campeonato, ao vivo, para outros estados e até países. Para São Paulo, porém, serão transmitidas apenas 21 partidas (podendo chegar a 26) que a RedeTV vai dividir com a Rede Globo. Por isso, o Corinthians vai receber cerca de R$ 11 milhões, complementados com R$ 11 milhões a que tem direito do Clube dos 13 mesmo estando na Série B do Brasileiro.  A idéia do Miss Fiel é recrutar corintianas por meio da internet. As inscrições poderiam ser feitas no site do clube, enviando foto e dados, como idade, peso, altura, cintura, etc. E Rosenberg já tem até o nome dos possíveis jurados. "Já pensei em chamar corintianos famosos, como o Serginho Groisman, o Antonio Ermírio de Moraes. Eu não vou poder, porque minha mulher não deixaria", comentou o dirigente. ROUPA NOVARosenberg disse não há data para a camisa roxa, o novo terceiro uniforme corintiano, ser usada novamente. O único jogo na qual foi utilizada até agora foi contra o Fortaleza, semana passada, na vitória por 2 a 0, pela Copa do Brasil.  "Mas vamos usar na Série B, sim. Só precisamos de planejamento", contou Rosenberg, que revelou o acordo que fez com a torcida organizada Gaviões da Fiel para o fim da perseguição ao uniforme roxo. "Não vamos usá-la em clássicos. Clássico é tradição, vai o preto e o branco. Mas a Gaviões entendeu que a camisa roxa é um sucesso", comentou o dirigente.  Até semana passada foram vendidas 30 mil camisas roxas. Mas Rosenberg acredita que esse número possa chegar a 100 mil. "Assisti ao jogo contra o Fortaleza ao lado do Metaleiro (ex-presidente da Gaviões). Ele me disse que, pessoalmente, não gosta, mas respeita nossa tentativa e o fato de ter agradado a maior parte dos torcedores", comentou o vice-presidente de marketing do clube.

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.