Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Corinthians pode pedir pontos do Paysandu

O Corinthians pode ganhar na Justiça Esportiva os três pontos do jogo com o Paysandu, realizado domingo em Belém e que terminou empatado por 2 a 2. Isto porque o Paysandu escalou dois atletas - Aldrovani e Júnior Amorim - em condição irregular. Eles foram os autores dos gols do time da casa. Mas não podiam ter atuado por um motivo: foram contratados recentemente e o documento de transferência de clube foi assinado, indevidamente, pelo presidente do Paysandu, Artur Mourinho. O dirigente está suspenso pela Justiça Esportiva por 120 dias e, portanto, o documento torna-se nulo. Este é o entendimento do presidente interino do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo César Salomão. "Suspenso, ele não poderia exercer a função de presidente. Está configurada uma situação irregular. O Corinthians tem todo o direito de requerer os pontos", disse Salomão no início da noite à Agência Estado. Se Aldrovani, ex-Vila Nova-GO, ou Júnior Amorim for escalado esta noite contra o Santos, o clube santista poderá também reivindicar os pontos da partida, na eventualidade de não vencê-la. O prazo para a solicitação no STJD, nestes casos, é de cinco dias após a entrega da súmula da partida à Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Como a súmula, pelo Estatuto do Torcedor, deve ser entregue à confederação no máximo quatro horas após os jogos, o Corinthians tem até amanhã para ingressar com ação na Justiça Esportiva.

Agencia Estado,

20 de agosto de 2003 | 19h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.