Corinthians pode ter dupla Christian e Nilmar no ataque

O time titular do Corinthians para a estréia no Campeonato Paulista, no próximo dia 17, contra a Ponte Preta, pode ter uma novidade em seu ataque: a dupla Christian e Nilmar, com Amoroso sendo recuado para o meio-campo, assumindo ao lado de Roger a responsabilidade pela criação de jogadas. Isso é uma possibilidade que o técnico Emerson Leão começa a testar no coletivo que vai realizar nesta quinta-feira. Leão admitiu que busca opções para o time, na entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira, em Jarinu, já que a entrada de Nilmar é a única mudança certa (independente dos problemas jurídicos envolvendo o jogador). E o ataque merece atenção maior do técnico por ter sido um dos piores do Campeonato Brasileiro do ano passado - marcou 41 gols em 38 jogos (média de 1,08). Christian, por enquanto, ainda é reserva. Assim como todos os outros jogadores contratados até o momento. Sua entrada no time dependeria de seu desempenho nos treinos, uma vez que para que seja titular seria necessário a saída de alguém do meio-campo e a alternativa mais provável seria Rosinei. Marcelo Mattos e Magrão, os outros volantes, tem chances menores. No treino desta quarta, os jogadores trabalharam no sentido de melhorar essa média de gols: passaram a manhã chutando a gol. À espera de grana e reforços O atacante boliviano Arce é aguardado ainda nesta quarta pelo técnico Emerson Leão para começar a treinar com o grupo. Já a contratação de Triguinho para a lateral-esquerda depende de uma redução do valor pedido pelo São Caetano [o pedido inicial foi de 300 mil reais]. Sobre o pagamento das férias atrasadas, os jogadores tem a promessa de receber até o fim desta semana. Time não teme punição Na entrevista realizada na Estância Santa Filomena, tanto o técnico Emerson Leão como o gerente de Futebol Edvar Simões disseram não temer uma eventual punição ao clube por escalar Nilmar, mesmo com o imbróglio envolvendo seu contrato. "Alguns advogados dizem que é possível, mas o nosso [Eraldo Panhoca] diz que não teremos. Confiamos nele", disse Simões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.