Corinthians preocupado com Adriano no clássico de domingo

Segundo o técnico Mano Menezes, o Corinthians terá de mudar seu estilo de jogo para encarar o São Paulo

Vitor Marques, Jornal da Tarde

24 de janeiro de 2008 | 22h00

Na avaliação do técnico Mano Menezes, o Corinthians terá de mudar seu estilo de jogo para encarar o rival São Paulo, no clássico de domingo, no Morumbi, pela quarta rodada do Paulistão. Para o elenco corintiano, essa ‘adaptação’ tem um responsável: o atacante são-paulino Adriano. Veja também: Finazzi: 'Acho que dá para vencer o São Paulo' Fabinho depende do acerto de Ratinho para assinar contrato "O perigo é o Adriano girar e chutar. Ele protege demais a bola e isso pode nos complicar", admitiu o zagueiro Chicão, o defensor do Corinthians que será responsável por dar combate ao principal atacante do São Paulo. "Espero corresponder à altura." Depois de rodar por equipes do interior de São Paulo, Chicão vê a participação no clássico de domingo como a realização de um sonho. "Eu trabalhei muito para chegar a uma equipe grande. Esse era o meu objetivo", afirma o zagueiro do Corinthians, que já passou Mogi Mirim, Portuguesa Santista e América. "Estou ansioso." Além da ameaça de Adriano, o favoritismo do São Paulo é assunto que prevalece na conversa entre os jogadores do Corinthians. "Eles mantiveram uma base, já se conhecem e as jogadas fluem melhor", avaliou o volante Perdigão, ao falar sobre o time são-paulino, praticamente o mesmo que conquistou o título brasileiro no final do ano passado. Segundo Perdigão, o adversário de domingo é o melhor rival a ser batido - afinal, é o atual bicampeão brasileiro. "Se você vence o São Paulo, ganha em credibilidade, todos falam bem de você", explicou o volante corintiano. O Corinthians pode, de acordo com Perdigão, aproveitar a reabilitação diante do Paulista (vitória por 2 a 0 na quarta-feira) para surpreender o São Paulo no domingo. "Estamos empolgados com a vitória e espero que façamos uma boa partida", afirmou o jogador, que espera um clássico bem jogado por parte das duas equipes. Desfalques No confronto de domingo, no entanto, o técnico Mano Menezes ainda não poderá contar com três dos reforços contratados pelo Corinthians nesta temporada: o zagueiro chileno Suárez, o atacante argentino e o volante Fabinho, todos ainda com problema de documentação.  Nesta quinta-feira, os titulares fizeram apenas um trabalho de recuperação no Parque São Jorge, depois da vitória sobre o Paulista na noite de quarta. Já o volante Fabinho, recém-contratado junto ao Toulouse (França), treinou pela primeira vez com o grupo corintiano - ele, no entanto, ainda não foi apresentado oficialmente. Por "motivos pessoais", o goleiro Felipe não apareceu no clube.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansPaulsitão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.