Corinthians prepara 2º pacote de reforços

O Corinthians deve anunciar ainda neste sábado o seu segundo pacote de reforços para 2004. Depois de presentear sua torcida no Natal, com Rincón, Samir, Rodrigo, Adrianinho, Julinho, Dinélson e Rafael Silva, no pacote do Ano Novo estarão o goleiro Fábio Costa; o lateral-esquerdo Gilberto, do Grêmio; e os atacantes Régis Pitbull, ex-Vasco da Gama; Leandrão, do Inter; e Marcelo Ramos, do Sanfrecce (ou ainda Alex Mineiro, do Atlético-PR).As contratações de Fábio Costa e de Régis Pitbull estão fechadas.Gilberto, Leandrão e Marcelo Ramos ficaram de ?bater o martelo? na noite desta sexta-feira. A única incerteza era em relação a Alex Mineiro. O Atlético-PR insiste em querer os direitos federativos de Jô para liberar o seu atacante. Nessas condições, o Corinthians não faz negócio."Até a meia-noite de hoje nós esperamos fechar o segundo pacote", previa um dos vice-presidentes do Corinthians, Andrés Sanches.A surpresa, nesta sexta-feira, foi um telefonema de Jorge Machado, empresário do atacante Leandrão, informando que a transferência do jogador para o futebol sul-coreano não deu certo. Machado avisou que Leandrão quer voltar a negociar com o Corinthians - e que ele estava decidido a fechar a sua transferência imediatamente.Leandrão, aliás, esteve muito próximo do Parque São Jorge há duas semanas, antes de surgir a proposta da Coréia do Sul. O Corinthians chegou a acertar com ele e com o Inter, que já tinha liberado o seu atacante em troca do goleiro Doni e do meia Renato. Se o clube gaúcho ainda quiser esses dois jogadores, Leandrão deve amanhecer como jogador do Corinthians.Quanto a Marcelo Ramos, ele deve herdar naturalmente o lugar que deveria ser de Alex-Mineiro se a diretoria do Atlético-PR insistir em querer o menino Jô. A diretoria do Corinthians ficou de fazer uma última tentativa na noite desta sexta. Se não der negócio com Alex Mineiro, Marcelo Ramos será contratado.Outro negócio que vem se arrastando demais é com Gilberto. O lateral-esquerdo do Grêmio foi o primeiro jogador a acertar com o Corinthians. Deveria ter sido apresentado já no primeiro pacote. O que atrasou o negócio foi uma proposta da Europa que seus empresários disseram ter. Para complicar a situação, no meio do caminho, o habeas corpus de seus procuradores, Reinaldo Pitta e Alexandre Martins, foi cassado. Os dois voltaram para a prisão e o Corinthians ficou sem ter com quem negociar. Até a hora em que Gilberto cansou da indefinição e resolveu ligar para o Corinthians, avisando que o clube tinha a sua preferência. Segundo Andrés Sanches, nesta sexta-feira, a contratação de Gilberto estava ?95% certa?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.