Helvio Romero/AE
Helvio Romero/AE

Corinthians prevê jogos difíceis contra 'desesperados'

Próximas seis rodadas terão confrontos contra clubes que brigam para escapar do rebaixamento

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

26 de setembro de 2012 | 12h33

SÃO PAULO - A tabela do Campeonato Brasileiro reserva para o Corinthians nas próximas seis rodadas jogos contra times que estão abaixo dele na classificação. Cinco deles (Sport, Náutico, Flamengo, Portuguesa e Bahia) lutam contra o rebaixamento e por isso o técnico Tite está ciente da dificuldade em acumular pontos e dar folga aos titulares antes do Mundial."A reta final é uma decisão para todos e não teremos jogo fácil", afirmou o treinador.

 

Ele lembrou o exemplo do Bahia, que após ir mal no primeiro turno, conseguiu se recuperar, tem a melhor campanha do segundo turno e subiu na classificação. "É um campeonato muito equilibrado e difícil, que sempre tende a se 'achatar' e diminuir a diferença dos líderes para quem está lá embaixo da tabela", explicou.

 

A primeira partida da sequência será no domingo, no Estádio do Pacaembu, contra o Sport, equipe que está na zona de rebaixamento. O Corinthians, que está em oitavo lugar no Campeonato Brasileiro, deve ter a volta de Fábio Santos e Danilo, que cumpriram suspensão contra o Botafogo.

 

JULGAMENTO 

O zagueiro corintiano Wallace vai ser julgado nesta sexta-feira pelo STJD por ter pisado no atacante palmeirense Barcos durante o clássico disputado no dia 16 de setembro. Caso seja condenado, o defensor pode ser suspenso por até três jogos.

 

A denúncia por agressão ocorreu após a torcida do Palmeiras divulgar pela internet uma imagem congelada e recuperada da televisão. Nela, Wallace aparece pisando na perna do argentino, que estava caído. Tite demonstrou indignação ao comentar o caso. "Espero que façam o julgamento correto. Tomara que o critério seja igual para todos", desabafou.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansCampeonato Brasileiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.