Gabriela Bilo/Estadão
Gabriela Bilo/Estadão

Corinthians procura no exterior por um reserva para Jô em 2018

Kazim não tem agradado e Carlinhos é visto como um atleta muito jovem para ser colocado como substituto imediato do artilheiro da equipe

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2017 | 07h01

O Corinthians procura por um centroavante para reforçar o elenco no ano que vem e uma solução encontrada pelos diretores para conseguir bons nomes sem precisar gastar muito é ir atrás de opções no exterior. A ideia é ter um jogador que possa disputar posição com ou até, eventualmente, atuar ao lado do artilheiro da equipe na temporada.

+ Podcast Corinthians: Chegou a hora de Kazim mostrar serviço?

Atualmente, o técnico Fábio Carille conta com Kazim e Carlinhos para o setor. O turco, inclusive, será titular no domingo, contra o Cruzeiro, já que Jô está machucado, e no treinamento desta quinta-feira, fez um dos gols do time titular

Mas a visão da comissão técnica e da diretoria é que se faz necessário ter pelo menos mais uma opção para o setor. Alguns nomes têm sido comentados no clube, mas a diretoria ainda não chegou a formalizar proposta para nenhum jogador.

Flávio Adauto e Alessandro têm observado os desempenhos dos times na Copa Sul-Americana e na Libertadores, mas também tem conversado com empresários e recebendo algumas indicações. Os diretores ainda buscam também por brasileiros que estão jogando fora do País e que estão desvalorizados no momento.

+ Kazim marca em treino e garante vaga como titular do Corinthians

Mas no momento, o atacante que tem mais chance de aparecer no ano que vem é Lucca, que ainda tem contrato com o Corinthians e faz um grande Campeonato Brasileiro pela Ponte Preta. Existe a possibilidade dele ser negociado com clubes da Europa, entretanto, seu nome ainda não foi descartado para a próxima temporada.

Diego Tardelli é um sonho antigo, mas a chance dele chegar é pequena neste momento. Após passar um período em baixa, o atacante vive grande momento no Shandong Luneng, da China, e seu salário passa da casa de R$ 1 milhão por mês, mais do que o dobro do maior salário corintiano nesta temporada.

Jô sofre estiramento na coxa e vira desfalque do Corinthians por dez dias

Na terça-feira, o atacante chegou a aparecer no CT Joaquim Grava para treinar, mas foi apenas fazer um trabalho na academia, acompanhado por Bruno Mazziotti, fisioterapeuta da seleção e que já trabalhou no Corinthians. No dia seguinte, Tardelli fez o mesmo no Flamengo. Ele está no Brasil, pois irá se apresentar para a seleção brasileira no domingo. 

+ Corinthians confirma que disputará a Florida Cup em 2018

Embora o clube deva perder alguns titulares no fim da temporada, a chance de Jô sair é pequena. Ele chegou a receber sondagens de alguns clubes, mas a tendência é que ele permaneça por pelo menos mais um ano. 

Na partida contra o Cruzeiro, domingo, no Mineirão, Jô está fora, com uma lesão na panturrilha esquerda. Kazim será o titular e tem a chance de ganhar alguns pontos com a torcida, que não tem aprovado seu desempenho nos últimos jogos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.