Corinthians promove uma 'invasão da paz' no CT Joaquim Grava

Clube levou cerca de 60 crianças, entre 9 e 11 anos, para acompanhar o treino do time

Vítor Marques, Agência Estado

07 de fevereiro de 2014 | 18h41

SÃO PAULO - Depois da violenta invasão de um grupo de torcedores ao CT Joaquim Grava no último sábado, aterrorizando jogadores e funcionários do clube, o Corinthians promoveu na tarde desta sexta-feira uma "invasão da paz" no local. Para isso, levou um grupo de cerca de 60 crianças, entre 9 e 11 anos, para acompanhar o treino do time do técnico Mano Menezes.

Mesmo diante do trauma causado pelo ocorrido no sábado, o Corinthians fez uma espécie de brincadeira no Twitter oficial do clube na tarde desta sexta-feira. Primeiro, publicou a seguinte mensagem: "Dois ônibus com torcedores do Corinthians estão na porta do CT Joaquim Grava neste momento", dando a entender que poderia acontecer uma nova invasão.

Depois, o clube ainda publicou a seguinte mensagem no Twitter: "A movimentação de torcedores é grande no CT Joaquim Grava". Aí, quando já tinha causado uma certa apreensão entre seus seguidores na rede social diante da ameaça de nova ação violenta da torcida, o Corinthians esclareceu que o que estava realmente acontecendo, com a "invasão da paz".

As crianças que participaram da ação desta sexta-feira fazem parte de um projeto social do Corinthians. Num clima de paz e alegria, elas entraram no campo onde Mano Menezes comandava o treino e entregaram rosas brancas para os jogadores. "Jovens torcedores corintianos vieram ao CT trazer uma mensagem de apoio ao elenco", escreveu o clube no Twitter.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.