Andres Stapff/Reuters
Andres Stapff/Reuters

Roberto de Andrade promete Corinthians 'protagonista' em 2022 e evita confirmar acerto com Paulinho

Dirigente avalia que chegada de zagueiro e centroavante tornará o time competitivo a ponto de brigar por títulos na próxima temporada

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2021 | 14h11

O Corinthians terminou 2021 sem títulos, mas a diretoria está confiante que o cenário será diferente no próximo ano. O diretor de futebol, Roberto de Andrade, prometeu um time forte, capaz de voltar a disputar taças e ser protagonista em 2022. Isso será possível, na avaliação dos dirigentes, com a chegada de um zagueiro e um camisa 9.

O Corinthians contratou Giuliano, Renato Augusto, Róger Guedes e Willian na metade de 2021 já pensando no ano seguinte, uma vez que, àquela altura, seria difícil brigar pelo título do Brasileirão, a única competição que o Corinthians disputava quando os reforços chegaram. Com o elenco encorpado, os dirigentes entendem que a equipe de Sylvinho será capaz de brigar por troféus e fazer frente a Atlético-MG, Flamengo e Palmeiras, que dominam o cenário nacional atualmente.

"Quando nós montamos o time em 2021 sabíamos que estávamos montando um time para o segundo semestre, mas já projetando um time mais forte e maduro e capaz de brigar por títulos em 2022", disse Roberto de Andrade. Ele e o gerente de futebol, Alessandro, falaram com a imprensa na primeira entrevista coletiva presencial desde o início da pandemia de covid-19.

"O Corinthians não é coadjuvante em nenhum campeonato. É sempre protagonista. Vocês (imprensa) podem achar que o Corinthians é a quinta ou sexta força e que vai cair, mas não é bem assim. O Corinthians briga firme por todos os títulos em 2022", acrescentou o diretor.

Paulinho apareceu recentemente no CT e deve ser o próximo reforço confirmado. O volante já tem um acordo verbal com o Corinthians há algum tempo e fez uso da estrutura do clube em novembro, antes de viajar com a família. Nesta segunda, vazaram imagens do atleta no CT. Embora o acerto seja iminente, ainda não está sacramentado, segundo a diretoria, cautelosa em relação à negociação com o jogador, livre após rescindir o contrato com o Al-Ahli, da Arábia Saudita, em setembro.

"O Paulinho ainda não é jogador do Corinthians. Em mais alguns dias, se der certo, estará concluído e vocês saberão os próximos passos do Paulinho. Peço a vocês que aguardem, a negociação não está fechada", afirmou Roberto de Andrade.

também foi assunto na conversa com os jornalistas. O centroavante sumiu por três dias, após a rodada final do Brasileirão, e reapareceu na segunda para anunciar o fim de seu casamento: "Sou um otário", escreveu o jogador nas redes sociais. De acordo com o colunista Leo Dias, Jô teria ido para uma festa organizada por Douglas Costa no fim da noite de quinta-feira, madrugada de sexta, e não havia dado notícias à família, desesperada com seu sumiço.

O Corinthians preferiu não se envolver no episódio controverso. Roberto de Andrade avisou que o clube é responsável somente por questões profissionais relacionadas aos atletas.

"O atleta está de férias e não administramos a vida pessoal de ninguém. No momento em que ele entra no portão do clube ele está sob nossos cuidados. Daqui pra fora é cada um que cuide da sua vida", argumentou o dirigente. "Nesse caso específico do Jô, ele está de férias, sumiu três dias, pelo que todo mundo falou. Para nós tem que se apresentar dia 10 de janeiro. Se ficar sumido um mês, não vai mudar nada pra nós".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.