José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Corinthians quer pena reduzida para Guerrero jogar contra argentinos

Clube quer ter principal jogador à disposição para partida contra o San Lorenzo, fora de casa, pela segunda rodada da fase de grupos

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

12 de fevereiro de 2015 | 20h45

O Corinthians já se conforma em não contar com Guerrero no jogo da próxima quarta-feira contra o São Paulo, no estádio Itaquerão, na primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, mas espera ter o atacante de volta diante do San Lorenzo, na Argentina, no dia 4 de março.

O peruano pegou três partidas de suspensão por ter dado um tapa no rosto de Camilo Pérez no primeiro jogo contra o Once Caldas pela fase preliminar da Libertadores e, apesar de não caber recurso à decisão do Tribunal Disciplinar da Conmebol, o departamento jurídico do clube alvinegro vai tentar reduzir a pena.

Nesta quinta-feira, o presidente Roberto de Andrade esteve reunido no Parque São Jorge com seus assessores para definir qual será a estratégia adotada. De acordo com o advogado João Zanforlin, o clube vai encaminhar na quarta-feira um documento à Conmebol apresentando nova defesa do atacante. "O árbitro (o argentino Patricio Loustau) carregou no relatório. O Guerrero disse que não teve intenção de agredir o adversário", disse.

Como o Corinthians vai apresentar a sua apelação apenas no dia do clássico contra o São Paulo, já é certo que o atacante não estará em campo na quarta-feira. A expectativa da diretoria é de que Guerrero possa enfrentar o San Lorenzo na segunda rodada - ele cumpriu o primeiro jogo da suspensão na partida de volta contra o Once Caldas.

O Corinthians já apresentou uma primeira defesa, que não foi aceita pela Conmebol. Agora a ideia do clube é pedir que o boliviano Alberto Lozada Añez, membro do Tribunal Disciplinar e responsável por aplicar a punição a Guerrero, explique os motivos da sua decisão.

Também expulso no primeiro jogo contra o Once Caldas por uma falta dura no final da partida, o lateral-esquerdo Fábio Santos pegou apenas um jogo de suspensão, já cumprido na quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.