Corinthians quer superar todos os recordes da Série B

Perto do retorno à elite do futebol brasileiro, clube registra números positivos em todos os setores

Fábio Hecico, O Estado de S. Paulo

29 de setembro de 2008 | 20h07

O Corinthians está com 99% de chances de retornar à elite nacional faz quatro rodadas. Mesmo somando oito pontos nos últimos jogos, o número seguiu inalterado. O tão sonhado 1% que falta está muito perto de acontecer. Assim como o título. E a temporada pode fechar perfeita para o clube alvinegro, que carrega números suficientes para quebrar algumas marcas históricas na Série B. "Na última rodada, vai ter time comemorando vaga com 66 pontos", observa o matemático Tristão Garcia. "Mas por antecipação, são suficientes 71". O Corinthians soma 62 pontos e estaria, então, a quatro do tão sonhado acesso. Pelo matemático, outros 14 garantiriam o título. A festa, então, aconteceria no dia 8 de novembro, diante do Criciúma, fora de casa. "Acredito que, com mais três vitórias garantimos nosso acesso", diz o atacante Dentinho, apostando na suas próprias contas. O técnico Mano Menezes acha que 66 ainda não é seguro e trabalha com a meta de 68. Acesso e título são fadas contadas, apenas questão de tempo. O Corinthians quer abrilhantar sua participação na Série B - a qual espera ser única - e lutará para quebrar marcas no torneio. Pelo que fez até agora, muitas são bem possíveis. Atualmente o Corinthians detém a liderança, o melhor ataque e a defesa menos sofrida. Todos bem próximos dos melhores. O Paulista, de Jundiaí, é quem mais marcou numa edição: 72, em 2006. O Corinthians já fez 59. O Sport, também há dois anos, foi quem menos sofreu: 36, média de 0,94 por jogo, diante dos 19 atuais do time alvinegro, com 0,67 por partida. Pulverizar algumas marcas do arqui-rival Palmeiras também está nos planos. Em 2003, ainda em formato anterior, o clube alviverde ganhou o título fácil, com 78 pontos, 80 gols pró (2,28 por jogo) e 36 sofridos, num aproveitamento de 74,28%. O Corinthians tem 70,2% de aproveitamento e marca 2,1 gols por partida. Teria de melhorar nestes quesitos. Do atual elenco, um jogador pode erguer o segundo caneco da Série B: o lateral-esquerdo André Santos. E, bem diferente de alguns companheiros, que descartam comemorar a conquista, ele garante que fará festa. "Eu vou comemorar o título de bi da Série B, só que quero muito um título da Série A. Quem saber pode ser em 2009", planeja a temporada seguinte, numa clara demonstração de que todos no Parque São Jorge já estão com a cabeça no próximo ano. "Foi muito boa essa disputa na Série B. E uma temporada muito boa. A experiência que cada um construiu vai ser importante", afirma André Santos. "Espero que o Mano possa renovar para 2009 e ter um grande projeto pra gente". Diante do Marília, neste sábado, em Londrina, Elias volta. Nesta segunda-feira, o volante, recuperado de contusão, correu no Parque São Jorge. Carlos Alberto deve substituir Alessandro, suspenso, na lateral direita e o zagueiro Fábio Ferreira fica com a vaga de Chicão, expulso diante do São Caetano, no último sábado (2 a 2).

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansBrasileirão Série B

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.