Corinthians quer vitória e liderança

Kia Joorabchian já preparou o terno. Estará na tribuna do Pacaembu, às 20h30, para o jogo contra o Cruzeiro. O iraniano, que já está entusiasmado com o fanatismo da Fiel torcida - todos os 32 mil ingressos da partida foram vendidos -, sonha em ver realizada a promessa de transformar o Corinthians no ?number one?, ou seja, o líder do Campeonato Brasileiro. E nesta quarta-feira voltam ao time dois dos argentinos contratados por Kia: Tevez e Mascherano, que não enfrentaram o Vasco por estarem suspensos.Basta a Ponte Preta, com 29 pontos, não vencer o Santos para o Corinthians (28), em caso de vitória, assumir a liderança. A alegria pode até durar pouco, se o Internacional passar pelo Paraná na quinta-feira. Mas vale a expectativa da festa desta quarta-feira. "Seria uma sensação excelente. Estamos trabalhando duro para ficar em primeiro. Daria muita moral para a nossa briga pelo título", deixa escapar o técnico Márcio Bittencourt. "Nós queremos ser líderes. É importante largar na frente. O time fica empolgado, a torcida lota os estádios. O bom é que as coisas estão dando tão certo que dá para acreditar, sim", disse Jô. O clima de empolgação começa a dominar o ambiente. No Parque Ecológico, onde o time vai para fugir da torcida que pertuba os sócios no Parque São Jorge, os jogadores não tiveram privacidade. Muitos torcedores gritando, pedindo autógrafos. Mas Márcio Bittencourt percebeu que pode estar caindo em uma armadilha. "Gente, vamos ter um pouco de calma. O adversário é o Cruzeiro, um baita time. Teremos de lutar bastante, estar preparados para uma partida mais do que difícil. Não podemos perder a concentração", alertou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.