Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Corinthians renova contrato de Fábio Carille por mais duas temporadas

Técnico brinca e diz que vai "tomar todas" para comemorar o novo vínculo

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2017 | 18h08

O técnico Fábio Carille acertou na manhã desta sexta-feira a renovação de contrato por mais duas temporadas com o Corinthians e com a possibilidade de prorrogar por mais um ano. O anúncio do acerto foi feito pelo próprio treinador, ao lado do presidente Roberto de Andrade, durante entrevista coletiva realizada no CT Joaquim Grava.

A negociação, segundo Carille foi rápida.”Tudo começou ontem (quinta-feira). A diretoria pediu para entrar em contato com meus empresários e nesta sexta acertamos. Foi tudo muito rápido”, contou o treinador, que em 65 jogos no comando da equipe, teve 36 vitórias, 20 empates e nove derrotas.

Feliz com o acerto, o treinador aproveitou para brincar com o fato de ter ganho um aumento de salário e um vínculo maior com o clube. “Vou tomar todas hoje. Se eu não aparecer no treino amanhã (sábado), vocês já sabem o motivo”, disse. Roberto de Andrade seguiu a brincadeira. “Tem todo o ritual. Ele vai chegar em casa, abrir uma champagne e o cartão de crédito vai ter o limite maior agora”.

Roberto de Andrade disse que não chegou a conversar com os possíveis candidatos a presidência do clube, em pleito que será realizado em fevereiro do ano que vem. “Não tinha como fazer isso, porque ninguém tem candidatura oficializada. O Fábio fazia questão de deixar tudo organizado o quanto antes e não dava para aguardar todos oficializarem a candidatura. Eu estou no meu mandato”, ressaltou o dirigente.

"Primeiro que é um prazer poder renovar com o Fábio para ele ficar conosco nem dois ou três anos, mas por mais, opção de infinitos anos. Negociação rápida, tranquila, Fábio é de casa, são coisas simples, não tem porque ser diferente. Estamos felizes por ele ter ficado conosco" afirmou o dirigente, pouco depois de o treinador anunciar o acordo.

O comandante corintiano, que tinha contrato até dezembro, garante que a dúvida sobre sua permanência no clube não era algo que o preocupava. “Sei bem o que eu quero. Independentemente de ter acertado ou não, vivo um momento especial por tudo que aconteceu no começo do ano. Teve a desconfiança, alguma de forma pesada, mas segui minhas convicções e está sendo um ano maravilhoso. Estamos no caminho certo e estou sendo parabenizado por essa continuidade no clube.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.