Daniel Augusto Jr.|Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr.|Ag. Corinthians

Corinthians repete nova formação contra o Sport, no Recife

Tite busca entrosamento para provar que está no caminho certo

VÍTOR MARQUES, O ESTADO DE S.PAULO

29 de maio de 2016 | 07h00

Tite encontrou uma nova escalação e venceu a Ponte Preta por 3 a 0. Neste domingo, às 11h, contra o Sport, o Corinthians mantém a mesma formação na Ilha do Retiro para provar que está no caminho certo no Campeonato Brasileiro.

O treinador espera que a equipe que livrou o time de uma incômoda série de cinco jogos sem vitória ganhe entrosamento e aprenda a jogar dessa nova maneira, com três meias e dois volantes, um deles mais marcador (Cristian) e outro com mais liberdade (Bruno Henrique).

“Não tenho capacidade de perceber todas as coisas. Não pensava em jogar com Marquinhos, Giovanni e Guilherme, mas o trio foi se encaixando nos treinos. O campo mostra isso para o técnico”, disse Tite.

O que o treinador fez foi resgatar uma formação que deu certo na campanha do título Brasileiro de 2015, o 4-2-3-1. Com a saída de seis titulares no início do ano, Tite se viu obrigado a reconstruir o time.

Após a chegada de novos jogadores, e com outras características, ele tentou um novo esquema tático. O problema foi que os resultados em 2016 não vieram. E a pressão aumentou com as eliminações no Paulistão e na Libertadores.

“Se você é campeão, tem um esquema montado, dá um ajuste. O Corinthians foi a equipe com o melhor futebol do Paulista, mas não foi campeã. Aí você busca ajustes para se reinventar. A partida contra a Ponte passou por esse processo.”

As mudanças não foram apenas táticas. O treinador teve de trocar as peças do time titular. Cássio foi barrado. Mas as alterações que deram nova cara à equipe foram a mudança de posicionamento dos volantes e a entrada de um atacante mais veloz, Luciano, no lugar de André.

O jogo contra o Sport é um bom teste para esse novo Corinthians, que vai jogar fora de casa e contra uma equipe que precisa do resultado. Os pernambucanos só somaram um ponto.

A tendência é de que o time comandado por Oswaldo Oliveira ataque mais o Corinthians do que a Ponte Preta, que passou todo o primeiro tempo do jogo se defendendo. A entrada de Cristian no meio dá mais proteção aos zagueiros.

O volante voltou a atuar 90 minutos após um ano e garante que tem condição de estar em campo neste domingo na Ilha do Retiro. “Eu me machuquei, por isso fiquei fora. Quando voltei, estava atrás dos outros. Fiz trabalhos de força e esperei a oportunidade. Mas todo jogador precisa de uma sequência de jogos. Tenho de agarrar a oportunidade”, disse Cristian.

O que mais preocupa Tite é o tempo de recuperação entre o jogo de quinta-feira e o deste domingo. Serão exatas 72 horas. O time viajou para Recife na sexta-feira e treinou no CT do Náutico no sábado.  A opção foi treinar pela manhã na capital pernambucana para encarar condições semelhantes de clima ao do jogo.

FICHA TÉCNICA:

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Henríquez, Durval e Renê; Rithely, Serginho, Gabriel Xavier, Diego Souza e Everton Felipe;

Edmilson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Felipe, Vilson e Uendel; Cristian, Bruno Henrique, Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto; Luciano. Técnico:Tite.

Árbitro: Wagner Reway (MT).

Horário: 11 horas.

Local: Ilha do Retiro, em Recife.

Na TV: Premiere FC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.