Bruno Teixeira Rolo
Bruno Teixeira Rolo

Corinthians repudia ação de cambistas e promete agir contra venda ilegal

Ingressos para treino desta terça-feira, que foram trocados por alimento, estavam sendo comercializados nas imediações da Arena

João Prata, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2018 | 11h00

O Corinthians emitiu nota para avisar que tentará coibir a ação de cambistas, que estão tentando vender ingressos para o treino desta terça-feira à tarde, na Arena, na véspera do confronto contra o Flamengo pela semifinal da Copa do Brasil.

Os ingressos foram trocados por um quilo de alimento e se esgotaram no final de semana. "O Sport Club Corinthians Paulista repudia a prática da venda de ingressos para o treino aberto e informa que estuda as medidas cabíveis para reprimir a atuação ilegal de cambistas", informou. 

Na segunda-feira, cambistas circulavam pelas imediações da Arena tentando vender ingressos por até R$ 50. A ideia de abrir o treino para os torcedores, segundo o Corinthians era realizar uma ação social para doar alimento às ONGs parceiras e também abrir sua casa para quem não tem dinheiro para pagar o ingresso para um jogo.

"O objetivo da iniciativa é incentivar a solidariedade humana por meio da troca de alimentos, ajudando entidades filantrópicas previamente cadastradas. A ação permite ao mesmo tempo que parte da torcida que não teve disponibilidade financeira para conhecer a Arena Corinthians possa fazê-lo de maneira democrática, tranquila e ordeira", finalizou a nota. 

O Corinthians empatou com o Flamengo sem gols no jogo de ida da semifinal, no Maracanã. A partida de volta acontece nesta quarta-feira, às 21h45, na Arena Corinthians.  Como na Copa do Brasil deste ano não há a regra do gol fora de casa, o time alvinegro avança para a final com uma vitória simples. Qualquer igualdade leva a decisão para os pênaltis.  

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.