Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Corinthians revela que 8 atletas e 5 funcionários deram positivo para a covid-19

Mesmo com resultados da primeira bateria de testes, atletas voltam a treinar no CT na próxima segunda

Redação, Estadão Conteúdo

20 de junho de 2020 | 21h32

O Corinthians teve oito jogadores e cinco outros profissionais, da comissão técnica e demais setores do clube, diagnosticados com coronavírus. De acordo com o clube, todos eles estão assintomáticos. Os resultados positivos foram apontados pelos 190 exames realizados pelo clube entre quinta e sexta-feira. 

O clube divulgou a informação dos casos de coronavírus no comunicado em que avisa o retorno dos atletas ao CT Joaquim Grava na próxima segunda. "Outros 19 atletas se apresentarão no CT Dr. Joaquim Grava, na segunda-feira (22), para a retirada de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) que se tornarão de uso pessoal no dia a dia, além de materiais de treino como uniformes e chuteiras, que serão conduzidos e higienizados pelos atletas em suas casas", afirmou o clube.

O Corinthians explicou que esses atletas que deram positivo não irão ao centro de treinamento pelos próximos dez dias e serão submetidos a novos exames, para que recebam o aval médico para treinar.

Recém-contratado, o atacante Jô ainda não foi testado para o coronavírus, o que deverá acontecer no início da próxima semana. E caso teste negativo, estará livre para ser integrado ao elenco. 

Em sua nota oficial, o Corinthians optou por não revelar a identidade dos funcionários e atletas que restaram positivo, com exceção do massagista Raimundo "Ceará", que apresentou sintomas da covid-19 e precisou ser hospitalizado. Ele apresentou melhora, mas não vai se apresentar ao trabalho inicialmente por ser de um dos grupos de risco - tem mais de 60 anos - para o coronavírus, assim como os demais profissionais idosos do departamento de futebol.

"O massagista Raimundo "Ceará" apresentou sintomas da doença, foi hospitalizado e apresentou melhora. Pertencente ao grupo de risco estabelecido pela Organização Mundial da Saúde, será preservado das atividades, assim como todos que têm mais de 60 anos, e receberá acompanhamento médico diário", disse.

A partir de terça-feira, os atletas liberados vão iniciar uma bateria de avaliações físicas, testes bioquímicos e fisiológicos para o retorno as atividades, que só estarão liberados a partir de 1º de julho.

O clube também detalhou os protocolos adotados no CT, que incluem: não utilização de vestiários; equipamento de Proteção Individual (EPI) para todos os funcionários nas dependências do CT (incluindo atletas, exceto durante atividades físicas); pontos de higienização com álcool espalhados; divisão de grupos fixos; atividades ao ar livre no campo; fisioterapeutas designados aos mesmos grupos de atletas para não haver variação de contato; sem refeições no centro de treinamento para diminuir risco de compartilhamento de objetos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthianscoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.