Bruno Teixeira/Ag. Corinthians
Bruno Teixeira/Ag. Corinthians

Corinthians revela que terá categoria de base para o futebol feminino

Ex-jogadora Daniela Alves será a responsável pela condução do trabalho na categoria sub-17

João Prata, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2019 | 16h45

O Corinthians apresentou nesta quinta-feira o elenco profissional de futebol feminino que disputará a nova temporada e anunciou uma novidade: a criação da categoria sub-17, que terá como treinadora Daniela Alves, de 35 anos, ex-jogadora do clube.

Dani também fez parte da seleção brasileira em três olimpíadas e dois mundiais e comentou sobre a importância de investir na base. "Eu não tive essa oportunidade. Com 13 anos, tinha de jogar com as garotas do profissional. Por sorte já era alta e consegui me adaptar", disse.

"Esse trabalho do Corinthians é importante porque elas não vão ter de passar pelo o que passei. Pretendo alimentar a equipe principal e formar uma equipe competititiva. Vai ser árduo, vamos começar do zero. Vamos fazer um belo trabalho para no ano que vem ter uma equipe ainda mais competitiva", prosseguiu. 

Ao lado do técnico do principal, Arthur Elias, Dani irá selecionar as atletas em peneira que será realizada entre os dias 29 e 31 de janeiro, no Parque São Jorge, para meninas que tenham nascido entre 2001 e 2006.

O Corinthians é o atual campeão brasileiro feminino profissional e possui equipe na modalidade há cinco anos. Arthur disse que nesse período houve muita evolução e elogiou a diretoria corintiana. "A qualidade dos gramados, os profissionais, agora a gestão das categorias de base, tudo tem evoluído muito. O Corinthians sempre nos ofereceu ótima estrutura. Existe também troca de conhecimento (com o masculino), não é diária, claro, porque são trabalhos e compromissos diferentes, mas existe", disse.

O time principal se prepara para o Campeonato Brasileiro, que começará em março. No mês seguinte haverá o Estadual e no final do ano, ainda sem data confirmada, a disputa da Libertadores.

"Estamos com 24 jogadoras atualmente, deve chegar mais uma atleta para completar o elenco. Trouxemos atletas que acompanhamos nas últimas temporadas", disse. O time manteve a base com 18 jogadoras do ano passado e tem a atacante Cacau como um dos destaques.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansfutebol feminino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.