Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Robson Bambu, zagueiro do Corinthians, nega estupro em depoimento à polícia

Jogador apresenta versão diferente da vítima, rechaçando qualquer tipo de abuso e afirmando que não tocou na mulher

Redação, Estadão Conteúdo

14 de fevereiro de 2022 | 13h16

Contratado para reforçar o Corinthians na temporada 2022, o zagueiro Robson Bambu segue respondendo a uma acusação de estupro. Na última sexta-feira, o atleta foi até à 5.ª Delegacia Seccional - Leste, no bairro do Tatuapé, em São Paulo, e prestou depoimento no inquérito que apura se ele estuprou uma mulher de 25 anos.

A versão do jogador para os policiais é diferente da apresentada pela vítima. O zagueiro nega qualquer abuso sexual e afirma que não tocou na mulher nem tirou a própria roupa, como ela alega.

Apesar de o atleta negar que ele e um amigo tiveram tal comportamento dito pela vítima em questão, o inquérito ainda seguirá aberto e novas testemunhas serão ouvidas nos próximos dias, enquanto que o jogador seguirá afastado dos gramados.

O episódio ocorreu no último dia 3 de fevereiro, após Robson Bambu, um amigo e duas garotas terem se encontrado em uma casa noturna no Tatuapé, bairro da zona leste de São Paulo.

Em depoimento, o jogador corintiano afirmou que chegou ao local por volta de 1 hora da manhã e foi para uma mesa reservada, no palco do estabelecimento. Apesar de confirmar que pagou a conta das pessoas que consumiram vodka, energético, licor e água, nega que ele e seu amigo, além das mulheres, tenham ficado embriagados.

"O jogador Robson Alves de Barros compareceu, na sexta-feira (11), à Polícia para ser ouvido a respeito da história contada por uma mulher de 25 anos e outra de 24 anos com quem ele e seu amigo saíram na madrugada do dia 3", informou a equipe de advocacia do zagueiro.

"Em 4 horas de depoimento, acompanhado pela advogada Fernanda Tórtima, Robson esclareceu em detalhes todas as questões levantadas pela delegada. Inclusive o fato de que não teve relações com a autora do relato, mas sim com sua amiga, em um hotel da capital. E que, nesse hotel, esteve no quarto do amigo por cerca de 10 minutos apenas para acordá-lo em função de um compromisso em comum", prosseguiu a nota oficial.

"Robson se colocou à disposição das autoridades para prestar novos esclarecimentos a qualquer momento, para desmentir a história inventada a seu respeito", finalizou o comunicado.

O Corinthians afirma que vai aguardar a decisão da justiça para tomar qualquer atitude envolvendo o jogador. Vale lembrar que Robson Bambu retornou ao futebol brasileiro após passagem de um ano e meio no futebol francês, onde defendeu o Nice, e ainda não está inscrito no Campeonato Paulista.

Tudo o que sabemos sobre:
Robson BambuCorinthiansfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.