Corinthians: Rosinei de prontidão

O garoto Rosinei já se acostumou a ser o "décimo segundo jogador" corintiano. Meia de origem, é sempre o primeiro reserva a ser lembrado por Daniel Passarella - independentemente da posição que o técnico busque. Já atuou de ala e de volante. E quando Passarella teve de trocar seu atacante, Rosinei entrou no meio-de-campo para que um armador (Carlos Alberto) fosse deslocado para o ataque. "Isso mostra que o técnico confia bastante em mim", constata Rosinei. É ele quem sairá amanhãcomo titular caso Roger não consiga se recuperar a tempo de uma lesão muscular na coxa direita. O "galáctico" passará por uma avaliação médica antes do jogo. Se for vetado, entra Rosinei. "Mesmo quando treino entre os reservas, presto atenção no time titular. Assim, se eu tiver que entrar, já sei o que tenho que fazer", diz ele. Segundo Passarella, a entrada de Rosinei dará mais liberdade a Carlos Alberto. "Vou atuar mais ?na minha?, chegando mais no ataque", diz o jogador, que explica: "Quando o Roger joga, eu tenho de me sacrificar um pouco mais, e ajudar bastante na marcação. Com o Rosinei, que marca melhor do que eu, posso jogar mais avançado". Rosinei não reclama. "Independentemente da posição e da função em campo, é sempre uma responsabilidade muito grande vestir a camisa do Corinthians. Por isso, o que pedirem para fazer, eu faço". Outro "não galáctico" que ganha espaço amanhã é o atacante Jô, que vinha ficando na reserva de Bobô nos últimos jogos. Como o contestado titular está com a Seleção Brasileira Sub-20 no Chile, Jô ganha nova chance. "Espero aproveitar mais essa oportunidade", diz ele, que foi titular durante a maior parte do ano passado, mas perdeu espaço com a chegada de Passarella. Tanto Jô como Bobô, porém, não deverão ser titulares no segundo semestre. Kia Joorabchian, o homem forte da MSI, já deixou claro que sua prioridade é a contratação de um centroavante. Ele diz ter tudo apalavrado com Vágner Love, do CSKA. E ainda tem Deivid, do Santos, como "plano B".

Agencia Estado,

19 Abril 2005 | 18h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.