Corinthians: Samsung quase não estréia

O presidente da MSI, Kia Joorabchian, está em Londres, resolvendo problemas particulares. A viagem do iraniano baixou um pouco a temporada da crise política entre a empresa e o Corinthians, criada com a assinatura do contrato de cerca de R$ 30 milhões com a Samsung. Kia fechou a publicidade nas camisas por dois anos. Só que a neta do presidente Alberto Dualib, Carla, quer receber 10% da transação, alegando que sua agência iniciou a negociação.O iraniano não quis pagar. Ela então procurou a Justiça e Kia foi intimado a fazer o pagamento. Os advogados da MSI prometem recorrer. E nesta quarta-feira, durante o dia, surgiu a ameaça de o Corinthians não poder estrear a camisa com a marca da empresa coreana porque Dualib não teria assinado o contrato de patrocínio - apenas Kia teria assinado.A assessoria da empresa informou que uma reunião entre as partes, encerrada às 19 horas, garantiu a estréia da Samsung. Os assessores, porém, não deram mais detalhes sobre a reunião.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.