Corinthians se cala sobre Vágner Love

O iraniano Kia Joorabchian, homem forte da MSI, é esperado neste domingo em Mogi Mirim, para ver o jogo do Corinthians contra o Flamengo, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Kia volta da Europa após três semanas de negociações atrás de um reforço para o ataque. Liedson, do Sporting, chegou até a acertar salários com ele, mas não houve acordo com o clube português. O objetivo maior de Kia, no entanto, sempre foi Vágner Love.O iraniano teria marcado para este sábado mais uma reunião com o presidente do CSKA, Yevgeni Giner. Kia faria sua última proposta: US$ 15 milhões. A assessoria da MSI, porém, desconhece essa informação. Paulo Angioni, diretor da MSI, também diz que não sabe de nada. "Até onde eu sei, não houve nenhuma evolução com relação ao Vágner Love. E também não sei de nenhuma reunião".Enfrentando a concorrência do Palmeiras por Vágner Love, Kia já anda pensando em outros nomes. Empresários têm procurado os dirigentes do Corinthians oferecendo seus atacantes. Um dos oferecidos foi Mota, ex-Cruzeiro.A aquisição de um atacante encerraria o ciclo de contratações do Corinthians para esta temporada. O volante Javier Mascherano, do River Plate, já tem tudo acertado com Kia e se apresenta no Parque São Jorge em julho.Em compensação, o time deve perder o zagueiro Anderson para o Benfica, de Portugal. O jogo deste domingo, contra o Flamengo, pode ser a despedida do zagueiro. "Estou esperando o Kia voltar da Europa para definir a minha situação. O mais provável, porém, é que este deva ser mesmo o meu último jogo", diz Anderson.Nesta sexta-feira, a diretoria ainda comemorava a redução da pena imposta pelo STJD por causa do tumulto provocado pela torcida corintiana no clássico contra o São Paulo no dia 8 de maio. A perda de três mandos de campo foi diminuída para dois. Com isso, o clássico contra o Palmeiras poderá ser disputado com portões abertos, provavelmente no Morumbi. "Com portões fechados, deixaríamos de ganhar um bom dinheiro", diz Angioni.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.