Corinthians se omitiu, diz empresário

Um dia antes de entrar na Justiça do Trabalho com uma ação contra o Corinthians, Luizão tentou um acordo com o clube e não obteve sequer uma resposta do presidente Alberto Dualib ou de Dick Law, da Hicks Muse. Por meio do empresário Francisco Monteiro, o Todé, Luizão ofereceu US$ 3 milhões por seu passe terça-feira retrasada. Quem fez o contato por telefone com Dualib e com Dick Law foi Todé, mas o próprio Luizão dirigiu as negociações. Leia mais no Jornal da Tarde

Agencia Estado,

07 Março 2002 | 10h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.