Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Corinthians se prepara para 'sofrer' na estreia na Libertadores

Time de Fábio Carille espera pressão na estreia na Libertadores diante do Millonarios, em Bogotá

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2018 | 07h00

Impulsionado pela vitória sobre o Palmeiras que encerrou uma série de três jogos sem triunfos no Paulistão, o Corinthians estreia na Libertadores preparado para sofrer. Diante do Millonarios, em Bogotá, o time seguramente será pressionado. Dono do 16.º lugar no torneio colombiano, o rival precisa se recuperar. Será um grande teste para o técnico Fabio Carille, que faz sua estreia no principal torneio sul-americano. 

Carille confirma Mateus Vital no lugar de Rodriguinho

O Corinthians retorna depois do hiato de 2017, quando não conseguiu a vaga nos torneios nacionais (o Grêmio acabou sendo campeão). Em 2016, o time caiu nas oitavas de final diante do Nacional, do Uruguai, ainda sob o comando de Tite. Em 2015, o time foi eliminado pelo Guaraní, do Paraguai. O atual campeão brasileiro tenta, portanto, voltar a ser figura de peso na Libertadores. 

Para isso, o Corinthians vai precisar segurar a pressão hoje no estádio El Campín. E o goleiro Cássio deverá ser exigido. Titular com mais jogos pelo Corinthians na história da Libertadores com 33 participações, o goleiro terá de usar sua experiência. “O campo é rápido, e a torcida apoia muito. É sempre complicado jogar em Bogotá”, diz o goleiro, que soma cinco edições de Libertadores. 

A presença de Cássio é importante, pois o técnico Fabio Carille preparou um elenco com mais rodagem para este ano, para equilibrar com a juventude que tomou conta do ano passado, quando o time teve vários titulares formados na base.

Um exemplo recorrente utilizado pela comissão técnica para ilustrar a falta de experiência da equipe foi a eliminação para o Racing na Copa Sul-Americana do ano passado. Depois do empate em São Paulo, os argentinos seguraram o 0 a 0 em casa. 

Carille vai enfrentar outro problema: a altitude de 2.600 metros. Esse número não chega a ser um drama, como em La Paz, que fica a 3.600 metros, mas muda a trajetória da bola e pode prejudicar a condição física dos atletas.

FICHA TÉCNICA

Millonarios: Fariñez; Banguero, De los Santos, Cadavid e Palacios; Domínguez, Duque e Silva; Ovelar, Montoya e Del Valle.

Técnico: Miguel Ángel Russo. 

Corinthians: Cassio; Fagner, Balbuena, Henrique e Maycon; Gabriel, Renê Júnior, Jadson, Clayson, Mateus Vital e Romero.

Técnico: Fabio Carille.

Juiz: Roddy Olmedo (Equador).

Local: El Campín.

Horário: 21h45.

Na TV: Globo e Fox Sports. 

Ao vivo: estadao.com/e/sccpvivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.