Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Corinthians será julgado por invasão

A procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) indiciou nesta quinta-feira o Corinthians por causa da invasão de campo de seus torcedores, no estádio do Pacaembu, durante a goleada sofrida para o Atlético-PR, por 5 a 0, no último domingo. Se for condenado, o clube paulista poderá perder o mando de campo de um a três jogos, além de ser obrigado a pagar uma multa entre R$ 50 mil e 500 mil.O julgamento do Corinthians será feito pela 3ª Comissão Disciplinar do STJD na terça-feira. Para fundamentar sua denúncia, a procuradora Maria Manoela se baseou no artigo número 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que estabelece as punições ao clube que: "deixe de tomar providências capazes de prevenir ou reprimir desordens em sua praça de desportos".Na súmula da partida, o árbitro Márcio Rezende de Freitas relatou que dois "torcedores corintianos" invadiram o campo e paralisaram o jogo.Apesar do árbitro ter relatado o episódio, o clube paulista foi beneficiado pela súmula de Márcio Rezende de Freitas, já que ele considerou boa as condições de segurança do Pacaembu. Com isso, o Corinthians escapou de ser enquadrado no artigo número 215 do CBJD, que prevê a interdição do local e o pagamento de uma multa entre R$ 5 mil e 50 mil para a agremiação que deixar de dar condições e de tomar providências para que o jogo ocorra sem transtornos em seu campo.Também na terça-feira, o Corinthians terá de defender, ante a 2ª Comissão Disciplinar do STJD, os atletas Fabinho, Renato e Fábio Costa, que pressionaram o árbitro após a partida contra o Vitória, em Salvador, pela Copa do Brasil - confronto do dia 19 de maio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.