Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Corinthians sofre, mas se 'vinga' do Figueirense na arena de Itaquera

Equipe acorda na fase final e faz 2 a 1 no algoz da estreia do estádio

CIRO CAMPOS, O Estado de S. Paulo

27 de junho de 2015 | 23h09

O Figueirense, neste sábado, ficou perto de voltar a assustar o Corinthians no Itaquerão. Pouco mais de um ano depois de frustrar a festa de inauguração do estádio, o time catarinense por pouco não conseguiu empatar e evitar a vitória por 2 a 1 da equipe paulista, pelo Campeonato Brasileiro.

O Corinthians abriu 2 a 0 já no segundo tempo, permitiu o gol do time visitante e se retrancou ao máximo para evitar um tropeço. Escalado com três atacantes no começo, terminou o jogo com três zagueiros para garantir o resultado e voltar a colar no G4. Agora o clube é o quinto colocado, com 16 pontos. Já o Figueirense segue com nove pontos, em 16º lugar.

A nova formação tática do Corinthians, no 4-3-3, demorou 45 minutos para começar a funcionar. O esquema mais confundiu do que resolveu no começo, mas quando encaixou, rapidamente definiu a vitória.

O time se compactou e isso possibilitou ganhar mais opções de ataque e chegar aos gols em jogadas de tabelas, algo inexistente no primeiro tempo. Aos nove do segunda etapa, Uendel rolou para Vágner Love definir. Logo depois, o atacante entrou na área e sofreu pênalti. Jadson converteu e aos 19, encaminhou de vez a vitória. A empolgação causou um relaxamento na defesa e o Figueirense aproveitou uma falha de para diminuir aos 29 minutos.

O esquema novo tinha como objetivo dar mais profundidade com os pontas, mas o técnico Tite precisou do intervalo para consertar o posicionamento. Antes disso, a equipe estava desorganizada. Os três atacantes estavam distribuídos entre até sete defensores do Figueirense e mal pegavam na bola.

Espalhado em campo, o Corinthians insistia com os pontas Luciano e Malcom, que até inverteram de lado para tentar algo novo, só que sem o auxílio dos laterais, brigavam em inferioridade numérica.

Se no segundo tempo o time melhorou, os minutos finais da partida voltaram a causar sofrimento na torcida. Um Corinthians nervoso e inseguro por pouco não perdeu pontos precio para um adversários que ainda não conseguir vencer como visitante no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 1 FIGUEIRENSE

CORINTHIANS - Cássio; Edílson, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique (Marciel), Jadson e Renato Augusto; Luciano (Danilo), Malcom e Vagner Love (Yago). Técnico: Tite.

FIGUEIRENSE - Alex Muralha; Leandro Silva, Thiago Heleno, Marquinhos e Cereceda; Dener, Fabinho, Rafael Bastos (Thiago Santana) e Ricardinho (Everaldo); Clayton e Marcão (Elias). Técnico: Argel Fucks.

GOLS - Vágner Love, aos 9, Jadson, aos 19, e Thiago Santana, aos 29 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Cereceda e Marquinhos

RENDA - R$1.252.246,25

PÚBLICO - 24.786 pagantes.

LOCAL - Itaquerão, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.