Corinthians sofre, mas vence Paraná

Um campeão não se faz apenas com grandes vitórias e exibições inesquecíveis. Esse Corinthians, que caminha para o título, mostrou isso neste sábado. Venceu o Paraná por 1 a 0, no Pacaembu, numa partida em que atuou mal no segundo tempo e viu o empate ser afastado por duas boas defesas de Fábio Costa. Nesta segunda-feira, se derrotar o São Paulo ? repetição do jogo anulado, em que perdeu por 3 a 2 ? pode livrar nove pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o Goiás. E terá o caminho aberto para ser campeão.Com menos de dois minutos de jogo o Corinthians mostrou à sua torcida e ao Paraná qual era o seu plano: ataque pelo lado direito, aproveitando-se do espaço generoso entre as costas de Edinho e a esquerda de Aderaldo.O aviso veio com um cruzamento de Nilmar. Tevez tentou marcar, de letra, e mandou para fora.O Corinthians marcava no campo do Paraná, impedia uma saída tranqüila e, com Eduardo, Nilmar e Rosinei, explorava sempre o lado direito. Gustavo Nery ficava abandonado na esquerda.O primeiro ataque do Paraná foi aos 11 minutos, mas a bola nem chegou a Fábio Costa. E, como para provar que aquilo era um acidente, Tevez marcou aos 13 minutos. Como? Nilmar avançou, escapou de Aderaldo, chutou forte e rasteiro. Flávio rebateu e Tevez apenas tocou, de leve, para o gol. O Paraná saiu para o jogo, mas sem assustar muito. Bolas cruzadas que Betão e Marinho tinham alguma dificuldade para rebater, mas ficou nisso.Com 32 minutos, Aderaldo recuou de longe, Flávio defendeu com as mãos. Tiro livre indireto que não assustou. Aos 35, Roger lançou, da esquerda, e Nery, deslocado na direita, chegou tarde.Um chute cruzado de Tevez ? desde a direita, é claro ? precedeu a jogada em que o humilhante drible de Borges em Betão foi anulado pela intervenção de Wendel. Uma boa jogada de Rosinei foi interceptada pelo braço de Marcão. O Corinthians cobrou e não marcou.O Paraná voltou para o segundo tempo com Beto no lugar de Mário César e o Corinthians com uma postura muito menos ofensiva. Houve várias tentativas, mas foi Aderaldo quem deu ao argentino a chance de marcar. Com a bola nos pés, foi desarmado por Tevez, que errou o último toque, com a bola parando no goleiro Flávio.O Paraná dominou o final da partida, principalmente porque Antônio Lopes demorou para fazer substituições, deixando jogadores cansados em campo, mas teve apenas duas grande chances. Fábio Costa fez duas grandes defesas e o Corinthians deixou o campo com uma vitória sofrida. Mas que garante três pontos, como qualquer outra.Na próxima rodada, quinta-feira, o Paraná recebe o São Caetano, que ontem empatou por 2 a 2 com o Fluminense.

Agencia Estado,

22 de outubro de 2005 | 17h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.