Felipe Oliveira/Vipcomm
Felipe Oliveira/Vipcomm

Corinthians supera o Bahia de Feira por 2 a 0 e avança na Copa do Brasil

Com a ajuda do garoto Luciano, Alvinegro esquece eliminação no Paulista e já pensa no Brasileirão

Vítor Marques, O Estado de S. Paulo

20 de março de 2014 | 00h06

SÃO PAULO - A eliminação prematura do Paulistão não será esquecida, mas o Corinthians ao menos já pode pensar no Brasileirão - a estreia será dia 20 de abril contra o Atlético-MG. Tudo isso porque, aos 44 minutos do segundo tempo, depois de brigar e não desistir do gol, veio o 2 a 0 que eliminou o jogo da volta diante do Bahia de Feira na Copa do Brasil. Luciano, a estrela que não bobeia na frente do goleiro, fez os dois gols da noite.

Era o resultado que Mano Menezes quis e buscou. Não haverá partida no dia 16 de abril. O jogo do próximo domingo, contra o Atlético Sorocaba, pelo Paulistão, não vale mais nada. Por isso, é a hora de o treinador pensar na competição maior, que é o Brasileiro.

Na próxima fase da Copa do Brasil, o Corinthians aguarda o vencedor do confronto entre São Luís (RS) e Nacional (AM) - o primeiro jogo foi 2 a 2.

Se é para vislumbrar algo melhor, a opção por dois meias que Mano usou é a mais correta. Tornou o Corinthians mais criativo. Jadson teve liberdade para correr o campo, cair da esquerda para direita e construir jogadas com Fagner. A Renato Augusto, que atuou centralizado, só faltou mais imposição, mais presença próximo à área.

Apesar disso, esta formação permitiu que Romarinho e Luciano, dois atacantes rápidos e habilidosos, não precisassem voltar a todo instante para buscar a bola. Assim, eles estão sempre posicionados, à espera do passe, e não de costas para o gol, quando são facilmente vencidos pela marcação.

O jogo só não foi mais fácil para o Corinthians por causa do péssimo estado do gramado do Joia da Princesa. Por isso, Jadson se viu obrigado a tocar de primeira, o que nem sempre funciona. E não foi por acaso que o gol de Luciano nasceu de uma especialidade do zagueiro Cléber, o bicão.

Lá de trás, ele isolou e a bola quicou no meio de campo. Esperto, Romarinho tocou rápido e matou os jogadores do Bahia de Feira. Luciano não perdeu a chance e tocou com tranquilidade, por debaixo do goleiro: 1 a 0, aos 31 do primeiro tempo.

Antes do gol, o Corinthians só havia levado um susto, num chute de fora da área de Jackson. Depois disso, mais nada. No segundo tempo, o Corinthians se manteve no campo do rival, embora o Bahia, com mais um atacante, tenha se lançado um pouco à frente. Luciano recebeu um ótimo passe de Jadson, tocou por cima do goleiro e por pouco não saiu o segundo antes dos dez minutos.

E jogo passou por Luciano, pelas beiradas ou pelo meio da área. Cléber chegou a balançar a rede, mas estava impedido. O tempo passou e parecia que o gol não sairia. O Corinthians eliminou o jogo da volta com as entradas de Danilo, Uendel e Malcom, garoto de 17 anos que fez sua estreia. E, claro, graças a Luciano.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA DE FEIRA 0 x 2 CORINTHIANS

BAHIA DE FEIRA - Maykon; Orlan, Bruno, Ramon e Kazumba; Copetti, Anderson, Jó e Bruninho (Robert); Carlinhos (Jeferson) e Jacson (Pablo). Técnico: Quintino Barbosa.

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Gil, Cléber, Fábio Santos (Uendel); Ralf, Guilherme, Renato Augusto (Danilo), Jadson (Malcom); Romarinho, Luciano. Técnico: Mano Menezes.

GOLS - Luciano, aos 31 minutos do primeiro tempo. Luciano, aos 44 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Copetti, Guilherme, Bruninho, Bruno.

ÁRBITRO - Grazianni Maciel Rocha (RJ).

RENDA - R$ 175.660,00.

PÚBLICO - 3.653 pagantes.

LOCAL - Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.