Corinthians tem 100% de aproveitamento no Itaquerão em 2015

Fiel gosta de provocar os rivais e dizer: 'Caiu em Itaquera, já era'

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

13 Março 2015 | 07h00

O “fator casa” tem sido decisivo para o Corinthians este ano. Em sete jogos disputados no Itaquerão, a equipe venceu todos. Foram 18 gols marcados e apenas um sofrido. Não à toa, a torcida gosta de provocar os rivais e dizer: “Caiu em Itaquera, já era”. Neste sábado, às 16h, o Alvinegro recebe o Red Bull Brasil, pela 10.ª rodada do Campeonato Paulista, e a expectativa da torcida e por nova vitória.

Segundo o presidente Roberto de Andrade, os adversários se “sentem intimidados” quando enfrentam o Corinthians no Itaquerão. Este ano, o estádio finalmente ficou com a “cara” do Corinthians. Após a arena ser entregue às pressas e incompleta para a Copa do Mundo, a diretoria aproveitou o período sem jogos, em dezembro e janeiro, para instalar a chamada comunicação visual na arena.

Agora o distintivo do Corinthians está espalhado pelos corredores e muretas, assim como as frases de incentivo “Jogai por nós”, “Time do povo” e “Não para de lutar”, além de uma provocação no túnel de acesso do vestiários dos visitantes: “Bem-vindo ao hospício”.

O Corinthians tem no Campeonato Paulista média de 26.392 pagantes. É a melhor entre as 20 equipes que disputam o Estadual. No jogo com o São Paulo, pela Libertadores, o Alvinegro teve o seu recorde de público em casa, com 38.487 pagantes. A renda foi de R$ 3.528.236,00.

Sempre que pode, Tite também gosta de levar os jogadores para treinar ao estádio. É uma maneira de os atletas se adaptaram o local e à grama, mais baixa do que as dos campos do CT do Parque Ecológico. Com a grama mais rente, a bola corre mais rápido e, em algumas situações de jogo, o Corinthians acaba surpreendendo seus adversários.

As 7 vitórias em Itaquera
Corinthians marcou 18 gols e sofreu apenas 1

Mais conteúdo sobre:
Futebol Corinthians Itaquerão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.