Sergio Moraes/Reuters
Sergio Moraes/Reuters

Corinthians tem campanha pior do que em 2007, quando foi rebaixado no Brasileirão

Equipe alvinegra, agora sob o comando do interino Dyego Coelho, somou apenas nove pontos nas dez primeiras rodadas

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2020 | 11h00

O Corinthians soma apenas nove pontos nas dez primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, número inferior até do que sua campanha de 2007, ano em que o clube foi rebaixado para a Série B. Nesta temporada, a equipe disputou nove partidas, com duas vitórias, três empates e quatro derrotas. Isso representa 33,3 % de aproveitamento. Perdeu o Paulistão para seu maior rival, o Palmeiras, e não se classificou para a Libertadores, que será retomada nesta semana.

O clima no Corinthians está conturbado. Após a derrota para o Fluminense, por exemplo, o técnico interino Dyego Coelho disse que os jogadores precisam resgatar a confiança "urgentemente". Na volta a São Paulo, os atletas foram cercados e ameaçados por torcedores no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Tiveram de correr para dentro do ônibus do clube para evitar confusão maior. O cenário é preocupando.

Os protestos já haviam ocorrido na semana passada. Depois da derrota para o Palmeiras, em Itaquera, torcedores foram para frente do portão principal da Neo Química Arena e não pouparam ninguém, do presidente ao treinador, passando por atletas do elenco. "Fora todo mundo", cantaram. Dois dias depois, um grupo de outra torcida organizada do time se reuniu para manifestar em frente ao CT Joaquim Grava, onde ocorrem os treinos diários.

Tiago Nunes não resistiu e foi demitido pela diretoria na última sexta-feira. Foi a primeira vítima. Além dos resultados, a relação do treinador com o elenco pesou para a dispensa. Enquanto procura um substituto no mercado, o clube promoveu Dyego Coelho do sub-20 para ser interino até a contratação do novo técnico.

O Corinthians volta a campo na quarta-feira, contra o Bahia, na Neo Química Arena, pela 11ª rodada do Brasileiro. É um duelo direto contra a zona de rebaixamento. Os dois times somam nove pontos. O Bahia tem três gols a menos de saldo e está na 16ª colocação. O primeiro time da degola é o Botafogo, também com nove pontos, mas com apenas uma vitória (primeiro critério de desempate).

Se vencer o Bahia, o Corinthians chegará a 12 pontos, superando os 11 conquistados após dez jogos na campanha de 2012. Desde o rebaixamento em 2007, o aproveitamento alvinegro foi melhor em todos os outros anos. O Corinthians não disputou a primeira rodada do Brasileirão porque estava na final do Paulista, na qual perdeu nos pênaltis para o Palmeiras. O jogo contra o Atlético-GO foi adiado para o dia 30 de setembro, em Itaquera.

CORINTHIANS APÓS 10 RODADAS NO BRASILEIRÃO: 

  • 2019: em quinto lugar, com 18 pontos
  • 2018: em nono lugar, com 15 pontos
  • 2017: em primeiro lugar, com 26 pontos
  • 2016: em sexto lugar, com 16 pontos
  • 2015: em sexto lugar, com 19 pontos
  • 2014: em terceiro lugar, com 18 pontos
  • 2013: em décimo lugar, com 14 pontos
  • 2012: em  13º lugar, com 11 pontos
  • 2011: em primeiro lugar, com 26 pontos
  • 2010: em segundo lugar, com 21 pontos
  • 2009: em oitavo lugar, com 14 pontos
  • 2008: disputou a Série B
  • 2007: em sétimo lugar, com 16 pontos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.