Daniel Teixeira/AE
Daniel Teixeira/AE

Corinthians tem novo ataque para superar o Internacional

Dupla formada por Martínez e Adílson é a nova aposta do técnico Tite

FÁBIO HECICO, Agência Estado

16 de agosto de 2012 | 08h05

SÃO PAULO - O torcedor do Corinthians acostumou-se a ver Emerson ao lado de Jorge Henrique no ataque este ano, os titulares da conquista da Copa Libertadores. Por lá, ainda fez festa com Liedson, William e Romarinho. Não se empolgou muito com Elton e Gilsinho e agora estava começando a se acostumar com Guerrero. Se Tite tinha um leque de opções ofensivas para armar o time diante do Internacional, na partida que acontecerá às 21h desta quinta-feira, ele usará as únicas opções que sobraram em condições: o argentino Martínez e Adílson.

A inédita dupla ofensiva, que jamais iniciou uma partida com a camisa do clube, tampouco havia treinado lado a lado antes do trabalho desta quarta, terá a missão de anotar os gols da equipe nesta quinta, no Pacaembu. A carência é tão grande que até o chinês Zizao - ficou no banco uma única vez, em jogo diante da Ponte Preta no qual todos os titulares foram poupados - vai novamente estar no banco de reservas ao lado do treinador. Mas não deve entrar.

Tite sabe que a sequência pela frente não é nada fácil, diante de quatro campeões estaduais (Internacional, Santos, Fluminense e Atlético Mineiro) e o rival São Paulo no meio, mas pediu a mesma postura para que a equipe suba na tabela de classificação. Para ele, é a hora de mostrar a força do time da Copa Libertadores. "Temos de engatar série de vitórias. Ficar empatando uma, ganhando outra jamais vamos encostar. Até porque uma hora vamos perder", afirmou o lateral-direito Alessandro. "Ainda não alcançamos aquele nível da Libertadores, está na hora".

Apenas uma vez o Corinthians ganhou duas vezes seguidas. A meta é repetir esses resultados. Como? "Temos de manter a postura dos últimos jogos, apertar na marcação, adiantada. Claro, com passes curtos perto dos atacantes, que sentiram a falta de entrosamento e precisam fazer o simples", disse Tite. Ele pede paciência da torcida com Adílson e Martínez, ciente de que erros de passes vão acontecer, mas garante que a postura de buscar a vitória a todo custo será a mesma.

E pensar que há uma semana, Tite até discutia se escalava o Corinthians com dois ou três atacantes. De uma hora para a outra, os problemas apareceram. O último deles, a confirmação de que Jorge Henrique rompeu o ligamento da coxa esquerda e terá de ficar fora por pelo menos três jogos. Ele sentiu dores na última segunda, fez exames e nesta quarta ficou comprovada a lesão.

Romarinho está suspenso, Guerrero com a seleção peruana e Emerson em fase final de recuperação de lesão no tornozelo. Para piorar, o clube emprestou Elton esta semana para o Vitória (já havia liberado Liedson, William e Gilsinho).

 

CORINTHIANS - Cássio, Alessandro, Chicão, Paulo André, Fábio Santos, Ral, William Arão, Douglas, Danilo, Martínez e Adílson. Técnico: Tite.

 

INTERNACIONAL - Muriel, Nei, Bolívar, Índio, Fabrício, Josimar, Elton, Fred, Kleber, Jajá e Rafael Moura. Técnico: Fernandão.

 

Árbitro - André Luiz de Freitas Castro (GO); Horário - 21h; TV - Pay-per-view; Rádio - Estadão ESPN (AM 700/FM 92,9); Local - Pacaembu

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolBrasileirãoCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.