Corinthians tem obrigação de vencer clássico, diz Tite

Durou apenas três dias a paz no Corinthians. Assim definiriam os jogadores após a derrota de sábado, diante do Figueirense, no Pacaembu. O tropeço coloca o grupo sobre pressão para o clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo. "A obrigação, com a derrota, aumenta para o clássico", afirmou Tite.

AE, Agência Estado

21 de agosto de 2011 | 09h59

Para o treinador, o time pecou na noite de sábado ao tentar apressar a finalização, diante da retranca do rival. "Tentamos apressar, faltou precisão", avaliou. "A equipe teve esse componente de apressar, de querer decidir muito rápido. Faltou efetividade".

Ciente da queda de rendimento do time nas últimas semanas, Tite culpou a sequência de jogos pelos resultados ruins. "A equipe perdeu intensidade por jogar quarta e sábado. São menos de 72 horas [para recuperar o time]. Quando você faz uma proposta mais recuada, como o Figueirense, desgasta menos. Nossa equipe sentiu isso", analisou.

SÓCRATES - A torcida do Corinthians homenageou o ídolo, que se recupera de uma hemorragia digestiva na UTI no Hospital Albert Einstein com faixas, cartazes e uma camisa com a frase "Força Doutor Sócrates". Segundo a mulher do ex-jogador, Kátia Bagnarelli, ao saber da homenagem, ele deu um largo sorriso.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansTite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.