Corinthians teme eliminação precoce

O Corinthians vitorioso do primeiro semestre se depara com uma situação incômoda na Copa dos Campeões. O time está empatado em número de pontos com os adversários do Grupo A da competição - Paysandu, Náutico e Fluminense, e não poderá cometer erros no clássico contra o time carioca, domingo, no Estádio Mangueirão, sob pena de uma eliminação precoce na competição. Os atacantes do Corinthians - Gil, Deivid e Leandro - sabem que terão de entrar em ação para evitar um início de segundo semestre desastroso e, para diminuir a pressão, procuram afastar todos os pensamentos negativos antes da partida. O Corinthians fará a preliminar da rodada do Grupo A às 16 horas. Os outros dois candidatos à vaga, o anfitrião e Paysandu e o Náutico, entrarão em campo às 18 horas com a vantagem de saber exatamente qual resultado os classificará para a próxima fase. Nenhum dos times da chave conseguiu vencer no torneio e estão empatados em número de pontos, mas o time do Parque São Jorge tem uma vantagem: melhor saldo de gols do que os concorrentes. Outro ponto a favor é o retorno de Vampeta e Ricardinho, que integraram a seleção pentacampeã na Copa, e do técnico Carlos Alberto Parreira. É nesta onda de otimismo, reforçada pela ausência de jogadores contundidos no grupo a que Gil se apega. "A gente não pode ficar pensando muito nas cobranças que vamos sofrer em caso de derrota e deixar isso nos afetar em campo", afirma o jogador. "Ao invés disso, prefiro ter confiança na classificação." Para o centroavante, se a eliminação vier, aí sim, será o momento de pensar nas cobranças que a torcida fará. Deivid, seu companheiro de ataque, sabe que ele e seus companheiros terão uma tarefa difícil: se o Fluminense ainda não marcou gols, também tem uma defesa invicta na competição. "Eles ainda não tomaram nenhum gol, o que mostra que eles têm uma defesa boa", disse o jogador. "E não tem um lado mais fraco, todos são bons." O jogador, no entanto, acredita que com a ajuda do time, e especialmente com o reforço dos companheiros recém-chegados da seleção, as chances de continuar em Belém são muito boas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.