Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Corinthians tenta achar centroavante que não seja 'ruim' ou 'caro'

Clube ainda busca no mercado um substituto para Jô

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

20 de março de 2018 | 07h01

A procura por um centroavante está mais complicada do que o imaginado no Corinthians. A diretoria alvinegra tem tido conversas diariamente com vários empresários, mas a conclusão é que, até o momento apareceram apenas dois tipos de jogadores: os limitados tecnicamente e os que são muito caros.

+ Pedrinho ganha músculos e moral, mas não quer ser 'fortão'

+ Corinthians acerta a renovação de contrato de Pedro Henrique

Por enquanto, o atacante que esteve mais próximo de um acerto foi Alex Teixeira. O jogador chegou a acertar salários, mas o Jiangsu Suning não aceitou os valores oferecidos pelo Corinthians e o clube brasileiro não conseguiu aumentar a proposta. 

O clube também chegou a sondar a situação de Diego Tardelli, mas desistiu imediatamente do negócio quando soube que o brasileiro ganha cerca de R$ 1 milhão mensais. Um empresário ofereceu o camaronês Samuel Eto'o, mas o nome não interessou. 

Além de procurar por brasileiros na Europa, a diretoria também caça nomes no mercado sul-americano. Resta achar um que apresente uma boa relação custo-benefício. O clube chegou a sondar atletas que estão defendendo clubes de outros países sul-americanos. Novamente, os que interessavam, foram considerados muito caros. 

Paralelamente, muitos empresários tentam aproveitar a situação e oferecem diversos atletas aos dirigentes corintianos. Em sua maioria, com nível muito abaixo do esperado ou que chegariam para compor elenco. 

A visão da diretoria é que já existem diversos nomes no elenco que são bons reservas, mas falta um titular. Enquanto a procura continua, Carille tenta se virar com o que tem e uma forma encontrada para driblar a falta de um centroavante, foi mudar o esquema tático.

Atualmente, o treinador tem alguns jogadores que podem atuar improvisados na posição, mas o único que é centroavante, de fato, é o jovem Matheus Matias, que está sendo preparado para ter oportunidades em breve. Ele chegou do ABC com deficiência física e passa por um tratamento para ficar mais forte, como acontece com Pedrinho.

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.