André Lessa/AE
André Lessa/AE

Corinthians tenta arrumar defesa para vencer Fluminense

Com mudança da defesa, equipe tenta corrigir erros antes do jogo no Engenhão, hoje a noite

FÁBIO HECICO, Agência Estado

29 de agosto de 2012 | 08h49

O Corinthians enfrenta o Fluminense, nesta quarta-feira, às 22 horas, no Engenhão, pela 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro, obcecado em recuperar padrão de jogo e acertar o posicionamento de sua defesa - o time sofreu cinco gols após duas derrotas consecutivas em clássicos contra Santos e São Paulo. "Não vou mudar o jeito de atuar de uma equipe campeã da Libertadores, que venceu Boca (Juniors), Cruz Azul, Vasco. Perder jogos é inevitável, o que não podemos é perder a ideia", afirmou Tite. Esse é o desejo imediato do treinador: fazer a equipe voltar a vencer no início do segundo turno do Brasileirão.

Há dois problemas que o treinador precisa corrigir no time. Um deles é a arrumar a defesa, que nesta quarta estará desfalcada (Wallace entra no lugar de Paulo André, suspenso). Tite acha que o setor está muito vulnerável porque o time não está "compacto" e dá margem a contra-ataques. A derrota para o São Paulo foi assim. "Não é normal sofrermos tantos gols".

Para que isso não se repita no Engenhão, Tite orientou - e bem - seus comandados. No último treino antes de viajar ao Rio de Janeiro, ele chamou seus 11 titulares e fez um treino tático e de posicionamento. Em um primeiro momento, simulava que seus jogadores de meio e de ataque tentassem entrar na defesa pelo meio, exatamente como faz o Fluminense com Wagner e Thiago Neves. Tite cobrava que seus jogadores de defesa "empurrassem" os atacantes para o lado do campo, protegendo Cássio de uma jogada cara a cara.

Depois outro treinamento específico para pegar o Fluminense. Obrigou que os defensores cortassem todos os tipos de cruzamento, em especial nos escanteios - outra boa arma do time de Abel Braga, que tem em Fred e em Leandro Euzébio bons cabeceadores.

Se o Corinthians for bem sucedido no jogo como nos treinamentos, Tite acredita que sairá do Engenhão com a vitória e a tranquilidade para enfrentar um rival tão difícil quanto no fim de semana: o Atlético Mineiro de Ronaldinho Gaúcho, no Pacaembu.

O técnico, que já não conta com Jorge Henrique (machucado), tem duas opções a menos para montar seu ataque: o peruano Guerrero e o argentino Martínez, por motivos de lesão, foram vetados. O ataque titular será formado mais uma vez por Emerson e Romarinho. Douglas e Danilo são os meias. 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.