Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Corinthians tenta salvar o ano com cartada final pela Libertadores

Time busca vitória no Mineirão e tropeço de adversários para se garantir no torneio continental

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

11 de dezembro de 2016 | 07h00

O Corinthians se despede neste domingo de uma temporada que não tem muito o que comemorar. Para não terminar a temporada de forma ainda pior, o time tenta garantir a classificação para a Libertadores de 2017 nessa última rodada. A missão, contudo, não será fácil. Além de vencer o Cruzeiro, às 17h, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro, precisa torcer contra seus adversários na briga pela vaga no torneio continental.

Três times brigam por duas vagas. O Corinthians, com 55 pontos, um a menos que Botafogo e Atlético-PR, que enfrentam Grêmio e Flamengo, respectivamente, terá de fazer a sua parte e ainda 'secar' os rivais. Empate ou derrota no Mineirão tirão qualquer possibilidade de classificação dos comandados de Oswaldo. Todos os jogos serão no mesmo horário.

Se não se classificar, o Corinthians deixará de ganhar pelo menos R$ 7 milhões de premiação, além de quase R$ 3 milhões de renda bruta em jogos no Itaquerão. Soma-se a isso a visibilidade e possíveis premiações de patrocinadores por conquistas alcançadas. O clube fechará 2016 com as contas em azul, graças ao pagamento de luvas da Globo por ter fechado contrato para a transmissão dos jogos a partir de 2019. 

Mesmo assim, o resultado nos últimos anos faz com que a saúde financeira do clube esteja longe do ideal, já que em 2014 e 2015 fechou o balanço com R$ 97 milhões negativos. Neste ano, fechará com pouco acima de R$ 70 milhões positivos.

Pressionado e sob a ameaça de um processo de impeachment, Roberto de Andrade deverá ter ainda mais problemas se não classificar a equipe para a Libertadores. Nos últimos seis anos, apenas uma vez o time ficou fora da competição continental. Já Oswaldo de Oliveira, embora tenha dito na sexta-feira que está firme no comando da equipe, pode ser demitido se não atingir o objetivo.

RIVAL

O Cruzeiro é dirigido por um velho conhecido e desafeto declarado de Roberto de Andrade: Mano Menezes. O treinador não teve seu contrato renovado em 2014, pouco antes do dirigente assumir o cargo e optar por Tite. Ele ainda foi recusado quando seu nome foi comentado como possível sucessor do comandante da seleção. 

Mano já conseguiu se vingar neste ano, quando o seu Cruzeiro eliminou o Corinthians da Copa do Brasil. Neste domingo, sua vitória seria ainda mais dura para os corintianos, que nos últimos 20 anos, não comemoraram títulos em apenas cinco temporadas. 

Pelo menos uma boa notícia para Oswaldo de Oliveira é que ele terá praticamente força máxima no jogo deste domingo. Apenas o meia Danilo, que se recupera de cirurgia, é desfalque. Os demais jogadores estão aptos. Após uma semana de treinos coletivos, o treinador decidiu escalar Guilherme como centroavante e Marquinhos Gabriel fica no banco de reservas. 

Mano quer aproveitar o jogo para fazer testes no ataque. Rafael Sóbis será utilizado pela primeira vez como centroavante, já que Ábila está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e Willian não tem agradado, por isso ficará no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO X CORINTHIANS

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Leo, Manoel e Edimar; Henrique, Ariel Cabral, De Arrascaeta, Robinho e Alisson; Rafael Sóbis. Técnico: Mano Menezes.

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Cristian, Romero, Camacho, Rodriguinho e Marlone; Guilherme. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Juiz: Wagner Reway (MT)

Local: Mineirão

Horário: 17h

TV: Globo

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.