Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Corinthians tenta ter cabeça fria para não chegar na Copa em crise

Equipe alvinegra vem de sucessivos tropeços no Campeonato Brasileiro

O Estado de S.Paulo

12 Junho 2018 | 07h01

O Corinthians vive um desafio para evitar que os resultados ruins atrapalhe a equipe durante a Copa do Mundo. O lado psicológico tem sido um dos pontos mais abordados pelos atletas para a partida contra o Bahia, quarta-feira, às 21h45. 

+ Clayson volta aos treinos, mas só deve defender o Corinthians depois da Copa

+ Adversário do Corinthians, Colo-Colo chega ao Brasil para intertemporada

Desde que Osmar Loss assumiu o comando da equipe, foram seis jogos, sendo apenas uma vitória, dois empates e três derrotas. "Vamos com tranquilidade. O time está um pouco ansioso até por querer ajudar o Loss e por isso estamos tomando algumas decisões precipitadas. Temos de ter um pouco mais de tranquilidade, para não deixar tudo ir por água abaixo. É ter a cabeça fria, pois detalhes vão ser corrigidos", disse o volante Gabriel. 

A visão dos jogadores e a da diretoria é que o problema do time não é Osmar Loss, mas sim, a má fase do time, principalmente de alguns atletas. "Sabemos que o momento não é dos melhores, até porque as vitórias não estão acontecendo da maneira que queremos. A cobrança é encarada com naturalidade. A bola bateu na trave e não entrou, talvez antes entrasse", comentou Gabriel. 

Além da má fase, o Corinthians também tem sofrido com o excesso de desfalques. Para o jogo com o Vitória, Loss teve o desfalque de oito jogadores que são titulares ou que já foram em algum momento. A história deve se repetir contra o Bahia.

Cássio e Fagner estão com a seleção brasileira; Balbuena e Romero defendem a seleção paraguaia e Renê Júnior, Ralf, Jadson e Clayson se recuperam de lesão. 

 

 

Mais conteúdo sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.