Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians
Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians

Corinthians tentará acabar com jejum de oito anos diante do Botafogo

Desde 2011, time paulista não consegue vencer o adversário como visitante: foram cinco derrotas e um empate nos últimos jogos

João Prata, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2019 | 04h30

O Corinthians tem retrospecto muito ruim quando visita o Botafogo, adversário de domingo no estádio do Engenhão pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. A última vitória do time paulista contra o adversário fora de casa foi em 2011, quando fez 2 a 0 com gols de Liedson e Paulinho.

De lá para cá foram mais seis jogos, com cinco vitórias da equipe carioca e um empate. O mais recente encontro aconteceu em novembro do ano passado com o placar de 1 a 0 a favor do Botafogo com gol de Rodrigo Lindoso. Do Corinthians que começou em campo, sete jogadores ainda estão no elenco: Cássio, Fagner, Léo Santos, Danilo Avelar, Ralf, Gabriel e Pedrinho. 

Gabriel e Pedrinho, por sinal, estarão de volta à equipe. O primeiro cumpriu suspensão na rodada anterior e o meia defendeu a seleção brasileira sub-23. Após dois empates consecutivos, o Corinthians ocupa o oitavo lugar com 50 pontos e lutará nos cinco jogos que restam por uma vaga na Libertadores. 

Para enfrentar o Botafogo, o Corinthians não deverá contar com o atacante argentino Mauro Boselli que se machucou na partida contra o Inter e na terça-feira teve diagnosticada uma contratura muscular na coxa direita. O departamento médico informou inicialmente que ele seria monitorado ao longo da semana para saber se poderia ser relacionado para a partida. Se realmente for vetado, Vagner Love será o substituto no comando do ataque. 

Outra baixa será o lateral-direito Michel Macedo, que ficou fora do treino de quinta-feira por problema muscular semelhante. A tendência é que o time entre em campo no domingo com: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel, Júnior Urso e Mateus Vital; Pedrinho, Vagner Love e Janderson.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.