Corinthians terá 3 presentes para 2006

A tranqüilidade de Antônio Lopes, em férias na praia do Leblon, tem uma explicação. O vice presidente Andres Sanchez, além de lhe desejar feliz ano novo, revelou que o Corinthians terá os três reforços ?urgentes? que o treinador pediu para começar 2006 ? Ricardinho, o zagueiro Rodrigo e um atacante: Luís Fabiano ou Deivid. ?Estou muito tranqüilo aqui no Rio. Sei que a diretoria está conseguindo negociar com os atletas que precisamos para deixar ainda mais forte o grupo para a Libertadores e o Campeonato Paulista. Pedi reforços de qualidade e a resposta está sendo bastante animadora?, disse Lopes. O contrato de Ricardinho com o Santos termina neste sábado. E ele já avisou o presidente Marcelo Teixeira que não pretende continuar no clube da Vila Belmiro. Não adiantou nem Vanderlei Luxemburgo implorar. O meia assegurou ao próprio Kia Joorabchian que aceita retornar ao Corinthians. Para atrasar as negociações, só o interesse do futebol árabe pelo meia. O jogador foi procurado por empresários querendo levá-lo ao Oriente Médio. Só que a seleção brasileira e a chance de disputar pela segunda vez a Copa do Mundo fizeram Ricardinho desistir de ganhar mais por um contrato de três anos no exterior. Legalmente, Ricardinho ? que passou o Natal em Minas Gerais ?, só pode anunciar oficialmente sua ida ao Corinthians no domingo. Seu contrato com o Santos termina neste sábado, à meia-noite. Rodrigo está conseguindo convencer a diretoria do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, a aceitar a proposta corintiana. O jogador está interessado em retornar ao País, ganhando o mesmo que recebe no Leste Europeu e ainda podendo disputar a Libertadores da América. Em relação a Luís Fabiano, o fator complicador continua sendo o seu empresário José Fuentes. Ele não concorda com a saída do Sevilla. Depois de o atacante ter ido muito mal no Porto, Fuentes apostava na recuperação dele no Campeonato Espanhol. Só que Luís Fabiano virou mero reserva. Ele já havia fracassado no futebol francês. Para o empresário, retornar agora seria admitir que ele não tem condições de atuar na Europa. Deivid, do Sporting de Lisboa (Portugal), se tornou uma boa opção se não houver acerto com Luís Fabiano.

Agencia Estado,

30 de dezembro de 2005 | 18h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.