Corinthians terá cartilha de 'bom comportamento'

Segundo diretor, clima no clube foi de bagunça em 2007; treinador quer evitar discussões em público

Cosme Rímoli, Jornal da Tarde

05 de janeiro de 2008 | 10h25

A disciplina no Corinthians estará impressa em preto e branco. O auxiliar de Mano Menezes, o ex-jogador Sidney Lobo, está terminando uma cartilha de ‘bom comportamento’ que será entregue aos jogadores em Itu. Os itens foram determinados pela diretoria e pelo treinador. Quem não se adequar será advertido, depois multado e depois afastado.   "A situação que estava o clube era uma bagunça só. Descobrimos que ninguém respeitava horário, não andava com uniforme do clube na concentração. Fazia festa lutando para não ser rebaixado. A ordem da diretoria e do Mano é para disciplinar o time. Esse ano será delicado em todos os sentidos, vamos disputar a Série B. O torcedor está magoado. Vai exigir um comportamento digno dos jogadores. E nós também", avisa o diretor Carlos Auricchio.   Um dos destaques da cartilha é a maneira como os jogadores devem se comportar com a imprensa. Será proibido criticar os companheiros, árbitros e principalmente o esquema tático ou o treinador. A ordem de Mano é que todo tipo de problema seja discutido em grupo. Ele não admitirá que, por exemplo, quando o Corinthians sofrer um gol, alguém reclame publicamente de um companheiro.   Carlitos Tevez também foi lembrado na confecção da cartilha. O argentino chegou a dar entrevista coletiva com uniforme do Manchester United, da Inglaterra. Foi repreendido verbalmente. A multa nunca foi cobrada. Seus companheiros souberam e passaram a contestar as cobranças dos dirigentes.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansPaulistão Série A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.