Corinthians terá técnico interino em janeiro, diz Mário Gobbi

Presidente corintiano afirma que escolha do técnico para 2015 é de novo mandatário; eleição no clube é no começo do próximo ano

VÍTOR MARQUES, O Estado de S. Paulo

25 de outubro de 2014 | 20h25

O presidente Mário Gobbi reafirmou, após o clássico contra o Palmeiras neste sábado (1 a 1), que o novo treinador do Corinthians será escolhido pelo próximo presidente. Mas desta vez o dirigente revelou que o time será comandado por uma "equipe técnica" em janeiro, durante a pré-temporada de 2015.

"Por 30 dias, a equipe técnica vai comandar (o time). Quem vai decidir o Corinthians a partir de 1.º de fevereiro é o novo presidente. Por 30 dias, vamos tocar de uma forma até ele (o novo presidente) chegar. E com certeza, quando ele chegar terá o técnico dele."

O ex-jogador Sylvinho é o auxiliar técnico que deve comandar a equipe em janeiro. Ele é contratado do clube e não é ligado à comissão técnica de nenhum treinador. Sylvinho teria o apoio dos também ex-jogadores Edu Gaspar e Alessandro.

O contrato de Mano Menezes termina em dezembro. Mesmo se o clube conseguir uma vaga na Libertadores, o vínculo do atual técnico não será renovado. A menos que o próximo presidente decida por isso. Foi o que disse Mário Gobbi neste sábado após o clássico.

"Eu não acho justo contratar um treinador e depois vem outro presidente e não era o que ele queria. Se o Roberto (de Andrade, candidato da situação) quiser o treinador Y, mas e se nós não ganhamos (a eleição)? O buraco é mais embaixo. Não é tão simples. Se fosse candidato único, seria uma solução, mas temos outros nomes."

Roberto de Andrade, que lançou sua candidatura nesta semana, não descarta completamente manter Mano Menezes no cargo, principalmente se o time conseguir vaga na Libertadores em 2015. Mas ele prefere a volta de Tite ou contratar Oswaldo de Oliveira.

Já a oposição, que ainda não tem candidato, quer Mano Menezes fora do clube de qualquer jeito. Também querem Tite, mas uma ala da oposição prefere tentar tirar Vanderlei Luxemburgo do Flamengo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.