Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Corinthians terá volta da zaga titular após quatro partidas

Fábio Carille contará novamente com Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar na partida de sábado contra o Grêmio

João Prata, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2019 | 11h30

O técnico Fábio Carille poderá contar novamente com a zaga titular do Corinthians. Depois de quatro jogos alternando pelo menos um jogador do setor, o treinador poderá escalar Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar no sábado contra o Grêmio pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

A última vez que o quarteto atuou junto foi na decisão do Campeonato Paulista contra o São Paulo. Na ocasião, Danilo Avelar e Manoel disseram ter jogado com problemas físicos. O primeiro havia ficado fora do jogo de ida por causa de dores no joelho esquerdo, lesão que o tirou dos quatro jogos seguintes.

Manoel seguiu no time, apesar de ter dito que tinha problemas musculares. Foi poupado somente contra o Vasco no último sábado. Quem ficou de fora no mesmo período que Avelar foi Henrique. O zagueiro teve um desconforto na coxa direita. Fagner também foi poupado da partida mais recente .

Danilo Avelar participou do jogo-treino contra o time sub-23 na segunda-feira. Henrique começou a treinar com o restante do elenco na terça-feira. Por isso, no duelo de sábado Carille deverá contar com sua zaga ideal.

Urso volta

Outro reforço para a partida será o retorno do volante Junior Urso. O jogador sofreu uma lesão no músculo adutor da coxa direita no jogo de ida da final contra o São Paulo. A única baixa da partida deve ser o centroavante Gustagol, com problema muscular.  

O Corinthians tem quatro pontos após três jogos no Campeonato Brasileiro e atualmente ocupa o 11º lugar, com quatro pontos. O Atlético-MG lidera com 100% de aproveitamento. Contra o Grêmio, Carille deve escalar o time com: Cássio; Fagner; Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Junior Urso e Sornoza; Mateus Vital, Boselli e Vagner Love (Clayson).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.