Corinthians: Tite escala Carlos Alberto

Tite esvaziou a festa que a MSI havia programado para sábado. Além da estréia do argentino de US$ 22 milhões, o fundo de investimento apostava que o brasileiro de sete milhões de euros, seria o outro atrativo para a partida contra o América - não houve tempo para liberar a documentação do outro argentino, Sebastian Dominguez e sua estréia foi adiada. Porém, Tite percebeu que não poderia correr o risco da terceira derrota consecutiva no Paulista e surpreendeu a todos, até a Carlos Alberto o escalando amanhã, às 21h45, contra o Atlético de Sorocaba, em Sorocaba. "Não posso pensar em festa e o time perder novamente. Preciso do talento e da criatividade do Carlos Alberto. O Corinthians precisa vencer. É isso que me interessa. Sou pago para exercer a independência como técnico", resumiu, decidido, Tite. A única coisa que pode impedir a estréia de Carlos Alberto nesta quarta-feira, é se a Federação Portuguesa não enviar um fax amanhã confirmando a venda do jogador do Porto. No Corinthians, ninguém tem dúvida de que o fax chegarà. A previsão no Corinthians e na empresa era que o zagueiro Marinho faria a sua primeira partida amanhã. Só que o técnico percebeu que o problema corintiano não estava na defesa. Renato não estava produzindo no meio de campo enquanto mesmo fora de forma, Carlos Alberto fazia ótimas jogadas nos treinamentos e pensava na festa de sábado. Só que Tite alterou o roteiro para vencer a partida em Sorocaba e diminuir a pressão que já estava atrapalhando o time. "Avisei ao Tite que estou longe da minha condição ideal. Dá para jogar uns 45, 60 minutos. Mas se ele precisa, vou jogar. A festa para mim será feita no campo, na hora em que pegar na bola. Não preciso esperar até sábado. Em uma bola parada, em um drible, sei que posso ajudar a fazer a diferença", afirma Carlos Alberto. Antes de escalá-lo, Tite teve o chamou para conversar. "Falei que preciso dele na partida sem revidar faltas ou cair na provocação do adversário. Sei que ele tem o gênio forte, mas ele precisa se segurar e pensar no grupo. O Carlos Alberto entendeu e vai jogar o que sabe", aposta Tite. Carlos Alberto deu várias cotovelas em um zagueiro do Mogiano em um jogo-treino no domingo. "Dei mesmo porque ele me chutou por trás. Foi uma questão de falta de respeito. Mas vou me controlar. Sei que essa partida é importante para o Corinthians", promete o jogador de 20 anos. O jogo de Sorocaba terá um valor muito especial para atletas que sabem que perderão a posição com a chegada das estrelas. "Não digo que será a minha despedida. Mas ficará difícil voltar com a estréia do Tevez e se o Corinthians comprar mesmo o Vágner Love. Vou dar o máximo contra o Sorocaba", confirmava, triste, Jô. "Vai haver uma seleção natural. Quem tiver condições jogará. Esse período de transação é difícil, delicado. Mas não há jeito", afirma Tite. "Seja quem for que entrar no campo, eu quero vergonha na cara. O Corinthians tem que vencer", resumia Tite, que estragou, sem dor na consciência, a festa da MSI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.