Corinthians treina duro para revanche contra o River Plate

Os jogadores do Corinthians prometem dar até o sangue para vencer o River Plate, na quinta-feira, pela Libertadores, e pelo que se viu no treinamento do time, na manhã desta segunda, no Parque São Jorge, isso realmente vai acontecer no jogo de volta pelas oitavas-de-final da competição continental. Com a participação apenas dos atletas que não começaram a partida contra a Ponte Preta, o treino teve jogadas ríspidas, inclusive uma do argentino Carlitos Tevez com o volante Carlão, dos juniores - o atacante recebeu um carrinho forte e, num outro lance, deu uma entrada mais forte em Carlão para revidar.Como não deu entrevista nesta segunda, Tevez não explicou os motivos da pequena confusão, mas foi defendido pelo meia Carlos Alberto. "Isso é normal. É coisa de treino e não houve nada demais", disse o jogador, que provocou, em tom de brincadeira, seus companheiros e também sofreu uma entrada dura dada pelo goleiro reserva Júlio César.Toda disposição em um simples treinamento tem explicação para Carlos Alberto. "Nós temos que atropelar o River Plate. Tenho certeza que o Daniel Passarela (técnico do rival argentino) e os jogadores vão dormir preocupados na véspera do jogo. Eles sabem da força do Corinthians no Pacaembu, principalmente nos primeiros minutos", afirmou.Com a suspensão automática do argentino Mascherano, o volante Xavier deverá ocupar a vaga no meio-de-campo ao lado de Marcelo Mattos, Ricardinho e Carlos Alberto. O resto do time será o mesmo que começou jogando contra o River, na Argentina, com Tevez e Nilmar no ataque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.