Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Corinthians tropeça no Grêmio e estaciona no Campeonato Brasileiro

Alvinegro continua distante dos líderes do Brasileirão com derrota na Arena; tricolor cola em Flamengo e São Paulo

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

18 Agosto 2018 | 21h01

O Corinthians não foi páreo para o Grêmio na Arena em Itaquera, perdeu por 1 a 0 e chegou à terceira partida sem vitória no Campeonato Brasileiro. O resultado deixou o time estacionado na tabela de classificação do torneio, com 26 pontos, na 7ª posição. Já o Grêmio assumiu a terceira posição, com 36 pontos, dois a menos que o líder São Paulo, que joga neste domingo.

Para montar o Corinthians, o técnico Osmar Loss abriu mão de um jogador de referência no ataque e optou pela mobilidade dos meias. Com a bola, eles atuavam como atacantes e o time ficava numa espécie de 4-2-4, com Gabriel e Ralf fazendo a proteção da defesa no meio, e na frente o time tinha Jadson, Araos, Pedrinho e Romero, que recuavam quando o time perdia a bola.

Do outro lado, o Grêmio apostava principalmente na velocidade de Everton pelo lado esquerdo. Era ele quem mais atormentava a defesa alvinegra e tentava fazer as jogadas na linha de fundo para cruzar ao centroavante Jael.  Luan, que poderia ajudar mais na frente, ficava mais preso no meio e auxiliando na criação das jogadas.

SUPERIOR AO CORINTHIANS, GRÊMIO CHEGA À VITÓRIA

Com um bom público, a Fiel quase festejou antes de o relógio marcar o primeiro minuto. Em uma cobrança de escanteio, Danilo Avelar cabeceou com perigo e obrigou o goleiro Bruno Grassi a espalmar. Mas o que parecia uma pressão corintiana desde o início logo se esvaiu graças à enorme quantidade de bolas perdidas no ataque.

O duelo tinha entradas fortes e todos brigavam por cada centímetro do campo e por cada bola. Aos poucos o Grêmio foi se sentindo mais à vontade e começou a incomodar. Aos 9, Everton teve boa chance, chutou cruzado e Walter segurou. Pouco depois, o goleiro defendeu o chute de Jailson e não demorou muito para o reserva de Cássio espalmar um chute de Ramiro.

Bem posicionado em campo, o Grêmio não dava espaços e tinha o controle do jogo. Ao Corinthians restava os contra-ataques com seu quarteto ofensivo, mas o excesso de passes errados colocava tudo a perder. O Grêmio chegou a fazer um gol, mas a arbitragem acertadamente marcou impedimento de Kannemann pouco antes. Já o time da casa tentava chegar ao gols nos chutes de média distância.

Na volta do intervalo, o Corinthians continuava tendo um buraco entre ataque e defesa. Pouco conseguia criar, abusava dos erros e, aos 9 minutos, após um lindo passe de Luan, Everton abriu o placar ao tocar na saída de Walter. Nas arquibancadas, a torcida alvinegra tentou levantar o time, mas em campo os jogadores não se encontravam.

Loss até mexeu na equipe, colocando Jonathas e Mateus Vital, depois Emerson Sheik, alterando a maneira de o time atuar. Do outro lado, o técnico Renato Gaúcho preparou o Grêmio para tentar matar o jogo no contra-ataque e poderia ter chegado ao segundo gol não fosse boas defesas de Walter. Apesar de tentativas de ambas as equipes, o placar permaneceu inalterado até o apito final e o Grêmio conquistou três pontos importantes fora de casa, mantendo-se na briga pelo título.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 0 x 1 GRÊMIO

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Pedro Henrique, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Ralf (Mateus Vital); Pedrinho (Emerson Sheik), Jadson (Jonathas), Araos e Romero. Técnico: Osmar Loss.

GRÊMIO: Bruno Grassi; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Jailson, Cícero, Ramiro (Alisson), Luan e Everton (Pepê); Jael (Thaciano). Técnico: Renato Gaúcho.

Gol: Everton, aos 9 minutos do 2º tempo.

Juiz: Wagner Reway (MT).

Cartões amarelos: Fagner e Cortez.

Público: 32.583 pagantes.

Renda: 1.621.165,44.

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.